sábado, 27 de agosto de 2016

Bate-papo com Carla Pachêco

Oi gente, tudo bem?

Estão todos aproveitando a Bienal? Espero que sim! Aproveitem por mim!

Conforme eu contei no post passado, Carla Pachêco, autora de Perfume de Hotel - Nova Iorque e Chile, estará aqui no Rio de Janeiro para um encontro com os leitores! Vocês podem conferir todos os detalhes no convite abaixo. Esse mesmo convite estará na barra direita do blog até o dia do evento, assim todo mundo pode ter acesso sempre às informações!


Aproveitando que o evento está chegando, nós aqui do blog batemos um papo com a autora e hoje é dia de conferir todas as novidades! Vamos lá?


1) É o seu primeiro encontro com os leitores do Rio? Quais são as suas expectativas?

Sou carioca, mas me mudei para Maceió, capital de Alagoas, há muitos anos. Troquei a “cidade maravilhosa” pelo “paraíso das águas” e, de repente, aterrissar na minha cidade como autora para fazer uma sessão de autógrafos na Livraria da Travessa do Barra Shopping, isso ainda é algo que me soa surreal.Perfume De Hotel - Nova Iorque éo primeiro perfume da série de livros PERFUME DE HOTEL, que traz em suas notas as impressões e os aromas de cada lugar,os prazeres e descobertas dessa magia que é viajar e se entregar a viagem que existe dentro da viagem. Quanto as minhas expectativas? São as melhores! Espero poder compartilhar as histórias, os sabores, e os aromas contidos nesse perfume com muitos leitores e que essa seja uma noite com um perfume que irá ficar marcado em nós para sempre.

2) Você está planejando visitar outras cidades com uma turnê de autógrafos de Perfume de Hotel?

Uma das vantagens de publicar por uma editora grande são essas oportunidades. Ter a nossa obra disponível em livrarias de grandes redes não é nada fácil, que dirá conseguir espaço para realizar eventos como esse. Perfume De Hotel - Nova Iorque foi publicado pela Chiado Editora -uma editora  internacional, de origem portuguesa, sediada em Lisboa, especializada na publicação de autores brasileiros e portugueses contemporâneos -, e é graças a parceria com a Chiado que esse evento está sendo possível. Não temos nada certo ainda, mas espero que essa seja a primeira vez das muitas vezes que irei autografar em outras cidades.

3) Os leitores poderão te encontrar na Bienal do Livro de São Paulo? E no ano que vem, você tem planos de retornar ao Rio para a Bienal?

Ainda não será dessa vez que estaremos juntos em São Paulo, apenas “ainda”.Quero, cada vez mais, participar desses e de tantos outros grandes eventos literários que fomentam a cultura, aproximam leitor/autor, valorizam e divulgam as artes, possibilitam uma troca intensa de experiências, nos fazem viajar pelo mundo da leitura, alimentam o nosso imaginário e nos enchem de saberes. Ser escritora não é ser solitária, do contrário, é estar em constante movimento, cercada de muitas pessoas e partilhando histórias. Então, que venham as Bienais!

4) Podemos esperar novos livros de próximas viagens? Quais são os seus planos literários?

Com certeza! Costumo dar o seguinte recado a quem pensa em viajar comigo agora: “prepare-se para virar história, ou melhor, perfume.” (Rsrs).  Mas a cada dia vou descobrindo novas possibilidades na minha escrita e, assim, vou me reinventando como autora. No momento, terminei o primeiro livro fora da série PERFUME DE HOTEL. Esse meu novo trabalho com o título de Um Lugar chamado UTI, traz um pouco do olhar da médica-escritora ao longo de mais de quinze anos atuando dentro de Unidades de Terapia Intensiva. E já comecei a ensaiar o meu primeiro romance ficção. E quero mais, muito mais.

5) Você pretende escrever Perfume de Hotel sobre alguma cidade brasileira?

A princípio, não. Meus interesses de destinos de viagem estão no exterior. Tenho imensa curiosidade a cerca de outros países. Falo no início de Perfume De Hotel - Nova Iorque que: “Adoro experimentar as exigências climáticas e culturais de cada lugar, os costumes, a estranheza dos sotaques e os mais diferentes cheiros e sabores, que dão a cada lugar neste mundo uma identidade única e intransferível, tal como a nossa.”.  Mas, quem sabe...

6) Sabemos que além de escritora, você também é médica. É difícil conciliar as duas profissões?

Sim. E se somarmos a isso o papel de mulher, esposa e mãe, torna-se ainda mais complicado (Mulher Bombril, mil e uma utilidades - Rsrs). Mas, sobretudo, tem sido extremamente prazeroso. É preciso amar o que se faz para verdadeiramente fazer com prazer, e eu amo o que faço. A medicina sempre esteve presente na minha vida, mas, simplesmente, não consigo mais separar a médica da escritora.

7) Em Perfume de Hotel, Nova Iorque e Chile, você nos conta as suas aventuras em família em suas viagens. Você tem planos de escrever ficção também?

Ficção é algo muito difícil para mim. Minha escrita é pessoal, é feita na primeira pessoa, mas como digo em Perfume De Hotel - Nova Iorque: “O novo não costuma me assustar, mas a falta de atitude diante das possibilidades sim.”.  Estou ensaiando...

8) Como surgiu a vontade de compartilhar suas viagens com seus leitores e a ideia de publicar Perfume de Hotel?

Conto em Perfume De Hotel - Nova Iorque que: “Li uma vez que ‘sentir um cheiro pode trazer a mais bela ilusão aos nossos sentidos’, e eu, eu precisava me iludir. Não se tratava de viver um equívoco, mas de viver as fantasias que eu tinha de cada lugar, de sentir o poder do perfume.”. E mais, “queria ansiosamente olhar em outra direção, poder me debruçar sobre outras paixões”, foi isso que eu fiz. Amo escrever e viajar, então, por que não? 



Espero que gostem, leitores!!! Não se esqueçam que a Carla estará por aqui no dia 09/09, na Livraria da Travessa do BarraShopping, as 19h, esperando todos os leitores!

Com carinho,

Mari

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.