quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Porque eu não estou empolgado com o novo Star Wars...

Olá amigos queridos!

Bom dia!

Tradicionalmente eu venho nesse espaço tratar de resenhas com vocês. Faço as análises dos livros e não costumo sair desse ambiente.

Mas, na véspera da estréia do novo filme de Star Wars, eu tinha que vir no blog e falar tudo o que eu penso.

Queira Deus que eu esteja errado! Tomara mesmo que não seja um fiasco, porque eu adoro Star Wars!

Gente, eu cresci com Star Wars! Sei o nome de personagens, naves, planetas, eventos do filme. Enfim, modéstia à parte, meu conhecimento sobre a saga não se resume apenas a nova "onda" vinda da moda que assolou todo mundo.

Há alguns dias eu estava numa loja de brinquedos com o meu irmão. Quando eu entro nessas lojas, vou direto procurar itens de Star Wars para ver. Peguei um sabre de luz para ver. Nesse momento, chegaram duas moças e um cara e comentaram empolgados: "Olha, é a espadinha daquele mascarado preto". Dei uma risada amarela e falei que não era nem espada e nem é mascarado preto! Naquele momento, vi que Star Wars deixou de ser coisa de nerd para se popularizar e isso é o produto da banalização.

Bom, vamos aos motivos. Para melhor visualização, vou elencar com números.

1) O "maravilhoso" mundo da Disney

É lógico que a decisão não foi motivada por dinheiro. George Lucas, o cineasta criador de Star Wars ficou bilionário com Star Wars - sua principal produção artística - e que conseguiu reunir uma fortuna estimada em mais de 3 bilhões de dólares americanos segundo a revista Forbes. Então, ele decide vender Star Wars para o The Walt Disney Group. A razão, nós nunca saberemos. 

Mas sabemos que a Disney costuma colocar o seu "jeito" nos filmes. Aquele papo de "Siga o seu coração" e "Acredite no destino" que é um porre! É claro que Star Wars tem uma mensagem de esperança e redenção (sobretudo do Darth Vader) e a luta do bem contra o mal, mas Star Wars é um filme de ficção científica que fez sucesso justamente por mostrar um futuro em que há sujeira e as raças ainda não se entenderam muito bem, diferentemente de 2001 - uma Odisséia no espaço, em que tudo é limpo e esterilizado.

Pode parecer exagero meu, mas eu espero sinceramente que não tenham musicais no meio do filme, coisa que os estúdios Disney adoram fazer. "Jump in" é só um exemplo do que o maravilhoso mundo da Disney pode fazer. Já cheguei a imaginar Han Solo e Leia Organa cantando "Can't fight this feeling", música bem romântica da banda REO Speedwagon, que é MUITO bonita, mas não cabe num filme assim.

Já cheguei a imaginar também os caçadores de recompensa cantando "Karma chameleon" da banda Culture Club, que é uma música cuja letra condiz com as atitudes dos caçadores de recompensa, de homens "sem convicção". Mas eu espero verdadeiramente que isso não aconteça, meu Deus!

Lembrando: nada tenho contra a Disney, só espero que não queiram "enfeitar o pavão", como diria a minha avó!

Se você não lembra ou não conhece as músicas, veja os clipes! Cante e dance! Antes do filme, por favor!




Esse primeiro motivo tem um tanto grande de ironia da minha parte, mas eu ainda tenho medo do "jeitinho Disney infanto-juvenil" nos filmes.

receio que ao ser pertencente da Disney, Star Wars vire mais um filme de ficção científica no mercado e perderá a sua característica de ser único. Haverá um filme todo ano, como acontece freqüentemente com 007.

Pelo menos uma coisa a Disney fez bem: segurou o filme sem vazamento! Quando Avatar saiu, me lembro que 3 semanas antes do lançamento mundial a fita vazou e o mundo inteiro pôde piratear! Palmas para a Disney!

2) Jeffrey Jacob Abrams

Sim, o famoso J.J. Abrams! O diretor e roteirista do filme "O despertar da força" e dos outros dois filmes. Sim, afinal de contas Star Wars vem com mais uma trilogia. Episódio VII (amanhã), Episódio VIII (2017) e Episódio IX (2019)! Ele é outro motivo - e talvez o maior - por eu ter tanto receio de encontrar porcaria amanhã... J.J. Abrams é aquele cidadão que conseguiu destruir boa parte das coisas que colocou a mão. 

Lembram dessa baboseira: foi o J.J. Abrams que fez!
Lembram-se do seriado Lost? Então, aquele lance todo de fumaça preta e de mistérios intermináveis e que no final ficou tudo confuso e mal explicado, foi tudo culpa dele! O seriado foi duramente criticado justamente por não apresentar um final condizente com a quantidade de enredo e história! Ele era o roteirista!

Não satisfeito, ele criou outro seriado, Fringe, que no início era muito bom, mas que foi desvirtuando da proposta inicial. Também graças ao artista em questão! Ele foi colocando tanto mistério e tanta enrolação na história, que ela chegou ao fim sem explicação! Amigos, A MESMA COISA DO LOST! É impressionante! Ele não aprendeu com Lost, não? Das duas, uma: ou é muito lerdo ou não sabe trabalhar com TV!

E para fechar: ele dirigiu e fez o roteiro de Star Trek. Para quem não sabe, há SIM uma rivalidade entre Star Wars (Guerra nas estrelas) e Star Trek (Jornada nas estrelas) e os fãs geralmente debatem qual das histórias é a melhor. Quem dirigiu Star Trek jamais poderia dirigir um Star Wars. E os próprios trekkers admitem isso! É a mesma coisa que um ídolo do Palmeiras ir jogar no Corinthians, amigos! Não só ele dirigiu Star Trek, como fez o roteiro. Mas daí ele resolveu mexer em tanta coisa clássica de Star Trek, que a coisa, obviamente, desandou...

Ferrou três coisas: já pode pedir música no Fantástico!

Observadores, universos paralelos e uma mão com seis dedos: sem explicações, tudo se tornou uma maluquice sem sentido

Amigos: roteirista cria histórias. É o que J.J. Abrams faz. Só que nos casos acima ele criou tanta história e quer colocar tanto mistério para segurar público, que ele mesmo se perde! É quase um método João Kléber de fazer TV/filme: quando você está para saber o desfecho, vem um "péra, péra, péra!" Isso pode até ser interessante e instigar, incitar o telespectador no início, mas depois é cansativo e desrespeitoso e obviamente, tem o efeito contrário, pois o público dispersa!

Vocês já repararam que o Luke Skywalker não está no pôster do filme? E onde está Luke Skywalker no trailler oficial? Amigos: isso é obra do J.J. Abrams! Esconder o Luke Skywalker (já que ele também cria a história) e enrolar tanto, que o mistério envolvendo o sumiço do filho do Darth Vader só vai ser conhecido no fim do Episódio IX. Não se esqueçam do que eu acabei de contar: ele já fez isso muitas vezes antes! É o mestre na arte de enrolar! Só que depois, o tempo acaba e a história fica mal contada!

Tomara que eu esteja COMPLETAMENTE errado, mas acho que o Luke Skywalker aparecerá nos dez primeiros minutos do filme e depois só no Episódio IX, quando não der mais tempo de explicar absolutamente nada, porque a enrolação vai ser geral!

Enquanto isso, o mundo fica especulando à toa. É tudo o que J.J. Abrams quer! Publicidade para ele!

J.J. Abrams: esse menino é um perigo!

3) Invencionices

Após o fim do Episódio III - A vingança dos Sith, o criador da saga, George Lucas declarou que não haveria espaço para mais história, afinal de contas, as duas trilogias de Star Wars tratam da tragédia de Anakin Skywalker (ou Darth Vader), desde a sua queda para o Lado Negro da Força até o seu resgate. 

Apesar disso tudo, o próprio Lucas chegou a autorizar a criação de um chamado 'Universo Expandido", que seriam histórias de antes e principalmente depois dos filmes, que tentam contar o que houve depois da morte de Darth Vader e a vitória da Aliança Rebelde. 

Muitas dessas histórias vieram nos livros. Nos EUA, tais histórias são publicadas já há alguns anos. Uma delas é a trilogia de livros "Herdeiro do império", editadas no Brasil pela Aleph. Aqui no blog eu já fiz a resenha de dois dos três livros dessa trilogia. Quem quiser ver, basta acessar aqui e aqui.

Se tem "Legends", está fora!
Então, vocês me perguntam: havia uma história depois do último filme lançado? A resposta é SIM! Sim, havia! E onde foi parar toda essa história já existente? No lixo, seria a reposta se não tivessem colocado tudo nos livros. A Disney decidiu apagar tudo e fazer uma história nova. Tudo o que havia antes é taxado como lenda. 

Nos livros da Editora Aleph, na parte superior há uma faixa em dourado com a palavra "Legends". Nesses livros, tudo o que está contido ali é uma espécie de lenda. Nos livros que não tem isso, a história está valendo.

O exemplo está aqui ao lado! 

Poderiam ter pego uma dessas histórias de um dos livros e fazer uma filmagem. Seria muito melhor.

Mas decidiram inventar. Raciocinem comigo, amigos: inventar coisa nova numa história existente é tarefa espinhosa. Uma coisa é você criar tudo novo, outra bem diferente é inserir novidades.

Nos filmes, a organização dos vilões sempre foi o "Império Galáctico". Porque mudar seu nome para "Primeira Ordem"? Seus soldados sempre foram os "Stormtroopers". Porque mudar seu nome para "Soldados da Primeira Ordem"? 

A mesma invencionice infantil fizeram com os mocinhos, a tradicionalmente conhecida "Aliança Rebelde". Depois da Disney, eles viraram "A Resistência". Não faz qualquer sentido mudar algo que já existe e que já estava enraizado na mente do público!

Kylo Ren: dificilmente será o novo Darth Vader!
E não pára por aí, não! Darth Vader não é só um vilão, é mais que isso. É ícone da cultura pop! É insubstituível! Poucas coisas são insubstituíveis! Darth Vader é! Pela figura e pela história. Assim, criar um vilão de máscara preta, que é o desconhecido Kylo Ren é dar tiro no pé! Ele nunca vai chegar a povoar a mente dos fãs como Darth Vader faz, pois nunca vai possuir o carisma do vilão original!

Li um pouco na internet sobre a sinopse do filme. Kylo, o provável novo vilão, diz no trailler que "vai terminar o que o Darth Vader começou". Mas ele pertence aos Cavaleiros de Ren, que não são Jedi, tampouco Sith. Se Darth Vader era um Lorde Sith, como Kylo, de outra facção, vai terminar o serviço do Darth Vader? 

É lógico que dá para colocar novos personagens mesmo numa história já contada, mas não se pode mexer no que já foi construído! 

Vou parar por aqui, pois já falei muito!


Queridos amigos: quem gosta de ler, invariavelmente gosta de escrever. Não dá para separar as duas coisas. O post imenso é graças a isso! Eu sou de falar muito e conversar bastante! Expressar-se é uma das grandes maravilhas desse mundo!

De novo: eu espero sinceramente que tudo o que eu escrevi acima NÃO aconteça! Se essas previsões acontecerem, significa apenas o fim dessa série que é tão boa.

Bom filme para todos e que a Força esteja com vocês, sempre!

Até a próxima (com uma resenha)












25 comentários:

  1. Impossível não conhecer essas duas músicas quando se tem uma avó em casa que não te deixa esquecer que elas exitem! kkk
    Achei chato saber de tudo isso pois apesar de ter nascido muuiito tempo depois do sucesso de Star Wars, cresci ouvido os mais velhos comentarem sobre o filme (que com certeza é um dos melhores do mundo!) ai depois de muito tempo depois disso vem a disney e faz essa Merd@.

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkk, chorei de rir com Han Solo e Leia Organa cantando "Can't fight this feeling"
    Mas agora falando sério. Eu não sou tão fã da saga quanto você, mas sou uma fã antiga. Minha mãe era viciada em Star Wars, via sempre na adolescência, e por causa dela eu conheci e amei.
    Então, estou dividida 50/50 entre ansiosa e apreensiva com esse filme. Meu medo era destruírem o mito simplesmente por inventar de fazer continuação de algo que eu considero encerrado e perfeito!
    Não tinha parado para analisar essas questões que você colocou (exceto medo da Disney, rs), então agora to aterrorizada, kkkk.
    Eu suspeito que o Luke não apareceu porque ele acabou sucumbindo ao lado negro da força, depois do final do episódio VI, e espero que não sumam com ele em todo o filme, como você suspeita.
    Acho que você não precisa ter medo de musicais, rs, a Disney não seria louca a esse ponto, rs
    Mas agora é esperar para ver. Eu vou descutir tudo que é página que sigo sobre sagas e Star Wars, temporariamente, porque só vou ver o filme semana que vem ou na outra, e sei que a partir de amanhã vai chover spoilers na rede
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marcos. Como deve saber não sou um fã de Star Wars, mas cresci com isso também, não como você que acompanhou vários lançamentos e eventos desde sempre, mas comecei bem cedo também. Por isso sei alguns poucos personagens e ri bastante com "Olha, é a espadinha daquele mascarado preto". Hahaha. Comparando os filmes antigos com suas deduções, o filme novo se torna mesmo perigoso para assistir.

    ResponderExcluir
  4. Eu não sou muito fã de Star Wars, mas o filme é ótimo. E também estava achando que esse novo Star Wars pode estragar a história, mas mesmo não sendo fã, espero que esse novo filme seja tão bom quanto os anteriores, e tomara que essas coisas não aconteçam né?!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Não sou uma dos muitos fãs de Star Wars, mas concordo com você, de que se pode acrescentar personagens à história desde que não altere os acontecimentos já existentes, pois isso, com certeza, muda a essência de qualquer filme.
    Nunca assisti nenhum filme da saga, porém espero que suas previsões não se tornem realidade e que Star Wars continue sendo lembrado por seu sucesso e não por uma tentativa frustrada de reinventar a série.

    ResponderExcluir
  6. Não gsto d star was. nao vi filme nenhum e nem li nada sobre... Me sinto um et por isso

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos, eu tenho que falar que os filmes de Star Wars nunca me chamaram a atenção gosto é gosto, mas desejo a todos um ótimo filme bjs.

    ResponderExcluir
  8. Pois é, eu nunca vi nem Star Wars nem Star Trek, e confundo tudo, sabe? E nem tenho vontade de ver... Mas uma coisa é certa: a Disney ama botar música em tudo! Hahahaha! Tomara que ela não estrague essa saga amada por vocês!

    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Marcos,
    Calma, vamos ter pensamentos positivos quanto a este novo filme rsrs. Não acredito que a Disney vá colocar tanto seu estilo musical no filme, eles sabem que Star Wars tem uma legião chata de fãs rsrs. Eu acredito que esta vindo um ótimo filme, e eles especificaram que é uma nova saga e acredito que por isso tenha novos elemento no filme.

    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  10. Bom, eu ainda não li Star Wars, nem assisti os filmes, não tenho muito interesse, mas lendo seu post, entendo seu ponto de vista em relação a quem é fã a um tempo, tem bastante conhecimento sobre o livro e quem assiste ou lê só por estar muito comentado, e por a disney comprar Star Wars, realmente acredito que não fica bom com música, independentemente do filme, eu não gosto nem um pouco que tenha personagens cantando e dançando, mas isso frequentemente tem nos filmes da disney, espero que o filme Star Wars seja ótimo e deixe seus fãs contentes.

    ResponderExcluir
  11. Oi Marcos! Posso até não gostar de Star Wars, mas reconheço que para quem é fã só o fato da franquia ter sido vendida pra Disney já se torna desanimador .-. Realmente, é como você disse, ela tem aquele seu jeito Disney de ser. Mas espero que assista ao filme e que suas expectativas sejam superadas, dadas as circunstâncias '~'

    Abs.

    ResponderExcluir
  12. Como fã dos filmes desde criança, devo dizer que compartilho de muitos dos seus medos. Lembro ainda da careta que eu fiz ao saber que os direitos haviam sido comprados pela Disney. Por vezes é difícil de aguentar aquelas pessoas que não sabem de nada e ficam pagando de fã (acabo extravasando com muitas piadas e sarcasmo). Mas mesmo assim, apesar de isso tudo, estou empolgada com o filme. Talvez seja por causa da trilha sonora que sempre irá me causar arrepios, talvez pelos "Chewie, we're home" que encheu os meus olhos de lágrimas e por tantas outras coisas, mas acho que o principal é o potencial de alcance. É chance de tantas crianças terem também suas infâncias marcadas por essa saga, pela oportunidade dos fãs poderem levar os seus filhos ao cinema e provavelmente se emocionarem e se empolgarem mais do que os filhos, é pela continuação e perpetuação do amor pela saga. Por isso prefiro manter o pensamento positivo, e rezar para que no final a nova trilogia só nos traga mais alegrias.

    Bjs.

    www.delirioselivros.com.br

    ResponderExcluir
  13. Marcos acredito que já falei por aqui que gosto de ler seus textos porque eles são bem argumentados, sempre trazem informações interessantes e mesmo que eu não concorde com a ideia que vc está defendendo sempre acabo aprendendo algo e ou refletindo por uma ótica que antes eu nem tinha pensado.
    No caso do Star Wars confesso que nunca fui muito fã, apesar de já ter visto alguns filmes. Mas depois que todos foram lançados fiquei com vontade de ver na ordem, mas ainda preciso me programar.
    Não sabia que os direitos dessa série tinham sido vendidos para Disney. Estou na torcida para que a série não seja banalizada como 007 o/
    Já que vc falou lembro que quando jovem via muito Jornada nas Estrelas, aquele teletransporte deles me fascinava. Mas nunca tive problemas com Guerra nas estrelas, apenas não via tanto quanto o outro.
    Depois saíram os filmes mais novos de Jornada nas estrelas e não gostei muito, deve ter sido o dedo ruim de JJAbrams =\ como vc citou.
    Marcos de uma forma geral seu texto prendeu minha atenção e me fez ficar com medo do que esse roteirista maluco fará com a série. Enfim vamos ver no que dará.

    P.s. Mas acho que vc deveria ver sim e conferir se seus medos se concretizaram ou não!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  14. Marcos,sim concordo que algo diferenciado tornou-se banalização e se entrar o estilo Disney,concordo com toda certeza será modificado todo o formato.Espero que não aconteça.Realmente enrolação,modificações e etc,estragam a originalidade.Mil beijinhos!!!

    ResponderExcluir
  15. Oi Marcos!

    Olha, se eu tivesse lido seu post antes de ver o filme, talvez não teria saído tão decepcionada do cinema... Ainda estou com um gosto amargo na boca por conta desse filme, fui com tanta sede ao pote, com tanta expectativa que este fosse ser o filme do ano, o melhor dos melhores, que no fim, foi um banho de água fria. Não vou negar que é de todo ruim, teve cenas boas, efeitos incríveis, adorei a Rey e o Finn, que eram os personagens que eu tinha menos expectativas, mas que brilharam em Star Wars e foram meu único consolo. No entanto, a história é fraca, o vilão é fraco, sua motivação uma piada e digo, você acertou em boa parte do que foi dito neste post, não vou dizer quais, pois não quero dar spoiler, mas digo, eu que não sou mega fã da série fiquei triste por não ter gostado, sabe quando você sai do cinema com vontade de ver o filme de novo? Não senti isso vendo Star Wars. Enfim, deixa eu parar por aqui, pois meu comentário está enorme já, rs.

    http://www.daimaginacaoaescrita.com/

    ResponderExcluir
  16. Oiie
    Poxa, que pena que não está empolgada, eu já não estou por motivos de não curtir o gênero e não ter curiosidade pela série mas alguns amigos meus amammmm e adoraram o filme haha ótimo post

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bom?
    Bom, só não digo que não curto Star Wars porque é impossível gostar de algo que você nunca viu. Eu entendo seus receios porque fazer um reboot sempre gera isso nos fãs de uma série. X-men por exemplo, esqueceu toda a trilogia para lançar uma nova série de filmes e deu certo, mas isso nem sempre acontece.
    Só discordo com você na parte das pessoas conhecerem Star Wars e isso deixar de ser algo totalmente voltado pro universo Nerd. A meu ver isso é limitar os fãs porque todos podem conhecer um filme ou série Nerd. Claro que nem todos conseguem entender ou respeitar, mas eles podem fazer isso se conhecerem esse trabalho.
    Bom, meu marido assistiu e gostou bastante, mas eu preferi não ver justamente por nunca ter me interessado mesmo.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Eu confio demais na disney para fazer qualquer filme, e não me decepcionei. Esse negócio de 'seguir o seu coração' acho que até combina com Star Wars, já que eles sempre seguem a força para fazer o que precisam - e, de certo modo, podemos entender que "seguir a força" é o mesmo que seguir a própria intuição, como se fosse seguir seu coração, vc não acha?

    Em relação à J.J. Abrams... Eu realmente achei BEM estranho que o diretor de Star Trek também seria o diretor de Star Wars - ainda mais considerando a rivalidade entre as duas séries. Mas eu, que sou team Star Wars, gostei bastante do que o diretor fez com Star Trek. Imagina o que ele faria com Star Wars, considerando que, assim como eu, ele é team Star Wars? Não acho que ele estragaria haha

    Terceiro, quando pensou em fazer Star Wars, George Lucas tinha imaginado 3 trilogias: o nascimento do Darth Vader, a Era Vader e a era pós-Vader. Só quando fez a trilogia intermediária que resolveu parar por ali. Mas a Disney resolveu continuar seus planos! Sobre os livros: eu li um deles e gostei bastante, mas os fãs sempre acabam de certa forma decepcionados quando adaptam um livro, não acho que seria bom fazer isso com Star Wars.

    De qualquer forma, já deu para perceber que, ao contrário de você, eu estava BEM empolgada para o novo Star Wars... E não me decepcionei! Com certeza, a nova trilogia está em ótimas mãos!

    Beijos,
    Déia
    Own Mine

    ResponderExcluir
  19. Oi, Marcos. Com tantas expectativas depositadas em O Despertar da Força, o filme acaba sendo um grande marco no cinemas, para bom ou para ruim. Eu não estou gostando muito desta nova adaptação, mas confesso que outro lado meu está ansioso para descobrir o verdadeiro ponto forte deste filme. O novo vilão master não superará Vader mesmo. Espero não me decepcionar tanto.

    ResponderExcluir
  20. Olá... tudo bem???
    Bom acredito que transformar Star Wars em um musical já é demais meu caro, acho que isso não vai acontecer, mas entendo o seu temor... como fã dá calafrios mesmo de uma nova perspectiva de filme... eu sempre gostei do Darth Vader, mesmo tendo assistido Star Wars há muito tempo quando era criança e não lembrar de muita coisa... eu estou assistindo tudo de novo, porque quero assistir o filme 7 que por sinal tenho ouvido só elogios, então acredito - pelo menos eu quero acreditar - que não tem musical incluído, mas nem posso falar muito porque sou apenas uma expectadora e nada mais... xero!!!

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Sendo essa uma saga tão aclamada com legião de fã todo cuidado e pouco quando se faz esse filme, não conheço a historia de Star Wars mas espero que o filme não decepcione pois como algumas sagas que gosto muito já foram pros cinemas sei como e nos decepcionar com aqui que vemos !!

    ResponderExcluir
  22. Bem Marcos!
    Estou aqui sentadinha aguardando sua resenha e espero com toda força do meu coração que nenhuma das suas previsões se concretize!!!
    Uma das séries que era mais fissurada era Fringe e fui ficando triste nno final, por tudo que enumerou aí... Nem terminei de assistir os últimos capítulos.
    Que a força esteja com você!
    E traz logo a resenha, estou bem curiosa.
    https://twitter.com/rudynalvasoares/status/680971362891075584

    ResponderExcluir
  23. Bom, eu não curto Star Wars, mas o meu irmão é viciado! Ainda não assistimos ao filme, mas gostei do seu post, pois me fez refletir sobre vários pontos que eu não havia parado pra pensar... Parabéns pelo post. Beijos.

    http://eicarolleia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  24. Não curto Star Wars, porém como sou fã de outras coisas sei como é esse pensamento, haha mas um musical é um exagero kkk como fã entendo o porque do pensamento!
    Espero que tenha dado tudo certo na estreia e que tenha gostado do filme!
    E como já disseram, também me sinto um ET por não saber nada de Star Wars haha

    ResponderExcluir
  25. Uau, seu post ficou muito bom! Não vi Star Wars, nem os antigos nem verei o novo, mas você realmente conseguiu me convencer que é uma péssima ideia fazer o filme rs Mexer com o que ta quieto na maioria das vezes não é bom né?!
    Agora que já lançou o filme vi muita gente que amou, a bilheteria foi a maior do ano e tal mas também vi gente que detestou, provavelmente os fãs como você. Essa coisa de popularizar o filme nem sempre é bom, era melhor quando ficava só entre os fãs verdadeiros.

    abç
    http://pobreleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.