domingo, 1 de novembro de 2015

Resenha - Os Santos mais Populares do Brasil

Oi gente, tudo bem?

Já comentamos por aqui que nós dois somos católicos, isso explica porque algumas das resenhas publicadas aqui no blog são de livros voltados para essa religião. Respeitamos o credo de cada um dos nossos leitores, mas, como hoje é um dia especial para a nossa Igreja, não posso deixar de falar sobre um livro que recebi de parceria com a Editora NovaTerra: Os Santos mais populares do Brasil, do autor Sandro Gomes.

Hoje, dia 01 de novembro, a Igreja Católica comemora o Dia de todos os Santos. Para nós, católicos, os santos são pessoas muito especiais que viveram aqui na Terra como qualquer um de nós, tiveram problemas, contratempos e tudo o que as pessoas vivem no dia a dia, mas suas histórias de devoção a Cristo fizeram com que ficassem no caminho de Deus e hoje, acreditamos nós, eles estão lá no céu intercedendo por todos junto ao Pai. São exemplos a serem seguidos, se eles conseguiram ter um coração semelhante ao de Jesus, nós também conseguimos!

Cada um tem o seu santo de devoção (ou muitos santos de devoção...rsss), as minhas são: Santa Clara e Santa Terezinha do Menino Jesus. Santa Clara teve uma linda vida religiosa, onde preferiu deixar a sua família de posses para se juntar à forma de vida que estava sendo difundida na época por São Francisco. Santa Terezinha nos prometeu que, com a sua morte, não cessaria de pedir a Deus por nós!

Importante lembrar que a devoção aos Santos, ou mesmo à Nossa Senhora em nada interfere no nosso amor a Deus em todas as suas formas da Santíssima Trindade: o Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Os Santos e Nossa Senhora não estão acima de Jesus, eles sim fazem parte do corpo da Igreja e estão sempre apontando na direção de Jesus. Eles falam sobre Jesus na história de vida, na fé e nos ajudam a manter-nos no caminho de Deus. Não são as figuras centrais, mas nos falam sempre para olhar-nos para mais alto: Deus.

O livro Os Santos mais populares do Brasil traz a pesquisa de Sandro Gomes sobre a religiosidade e cultura brasileiras. Em sua pesquisa, ele selecionou alguns santos que concluiu serem os mais lembrados pelo povo brasileiro. Qual é o primeiro santo que vem a sua mente? Será que ele é popular no Brasil?



Vi uma entrevista com o autor no Programa do Jô em que ele fala que o Santo mais popular do Brasil é Santo Antônio e ele é lembrado no primeiro capítulo do livro.

Fiquei feliz em ver que Santa Clara foi lembrada e está no quarto capítulo da obra, denominado "A Plantinha do jardim franciscano". Nesse capítulo o autor faz uma comparação dos ideias franciscanos com o movimento Hippie dos anos 60 e eu confesso que não fiquei muito satisfeita com a comparação. Os ideais franciscanos pregavam o evangelho na sua essência, abrir mão das coisas materiais e viver com a providência divida diária e caridade, amor ao próximo e respeito para com todos os seres, e assim, se aproximar cada vez mais de Jesus. 



Santa Terezinha do Menino Jesus não está no livro, mas acho que a devoção está crescendo cada vez mais, principalmente em razão da "Novena das Rosas" que está se tornando cada vez mais conhecida. Na novena nós rezamos e pedimos a intercessão de Santa Terezinha junto a Jesus por algo que estamos necessitando e muitos fieis recebem rosas inesperadamente e acreditamos que foram enviadas pro Santa Terezinha, como forma de nos contar que ela está nos escutando.

Outros Santos conhecidos são lembrados na obra. Conhecemos a vida, obra, milagres e orações dedicadas à: São Judas Tadeu, São Jorge, São Cristóvão, São Pedro, São Sebastião, Santa Rita, São Cosme e São Damião, Santa Edwiges, São João, São Francisco de Assis e Santo Expedito, além de Santa Clara e Santo Antônio já mencionados na resenha.



O autor também dedica um capítulo para os Santos Brasileiros. Frei Galvão é o único santo nascido e criado em terras brasileiras, mas outros são lembrados por ter alguma ligação com o país. Conta também alguns que estão em processo de canonização. Cito aqui Nha Chica, que não foi mencionada no livro, mas já foi considerada beata pela Igreja.

Nossa Senhora também é lembrada pelo autor, que escreveu um capítulo sobre os vários títulos recebidos pela Mãe de Jesus  e os mais lembrados pelo povo brasileiro.



Importante mencionar que o livro não fala apenas da doutrina católica, o sincretismo está presente na obra e o autor fala sobre os santos em outras religiões que eu prefiro não me aprofundar aqui por não conhecer de fato.

A edição está bem bonita, as páginas têm detalhes nas bordas o que deu um charme a mais à obra, mas acho que as orelhas do livro fizeram falta!

Espero que tenham gostado. Para os leitores católicos, me contem nos comentários quais são os seus santos de devoção, será que estão entre os mais populares do Brasil?


Com carinho,






12 comentários:

  1. O meu santo é o santo expedito sempre que estou com algum problema rezo pra ele pra ele poder interceder por min e ele sempre me ajuda :D

    ResponderExcluir
  2. Mari antes de mais nada gostaria de dizer que concordo que acima de qualquer coisa o repeito a fé do outro tem que estar acima de qualquer coisa.
    Eu achei bem interessante conhecer mais sobre os santos mais populares do Brasil, com certeza São João, São Jorge, São Cosme e Damião, Santo Antônio e São Francisco são os mais conhecidos por mim.
    Gostei de saber sua opinião sobre a leitura e as informações sobre o dia de todos os santos e uma definição sobre os santos (era o que eu imaginava).
    Enfim parabéns pela leitura e pela resenha bem explicativa e opinativa.

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  3. Um livro com esse teor é de bastante importância, até como informaitivo para católicos que muitas vezes não sabem a história do santo que são fiéis. Até outro dia mesmo estava havendo festejo aqui em minha cidade e perguntei p/ alguns fiéis a história da santa homenageada e ninguém soube responder. É sempre estar informado! Ótimo Blog!

    ResponderExcluir
  4. Não sou devota de nenhum santo, mesmo sendo da igreja católica, mas respeito muito, e adoro saber das histórias dele, e conhecer acho que essa e parte mais legal, e tenho certeza que para quem é devoto e ainda mais importante.

    ResponderExcluir
  5. Sou católica,mas não sou devota de nenhum santo especificamente.
    quando criança minha mãe fez uma promessa para eu pagar a nossa senhora da Conceição ainda não paguei quem sabe esse ano..

    ResponderExcluir
  6. Suas resenhas estão cada dia melhores mari. Não sou devota a santos, mas meu avô quando estava vivo era super devoto a nossa senhora de aparecida. E eu achava lindo a forma como tudo o que ele pedia era em relação a nossa senhora.
    Parabéns mari, te admiro

    ResponderExcluir
  7. Mari, defendo sempre o respeito pelo próximo, não importa o que seja, religião, sexo, raça, e gostei de ver isso aqui. Não sou devota a nenhum santo, porém gostei muito da resenha deste livro que eu não tinha conhecimento de sua existência. Amei!

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari :) Eu sou de outra religião, mas também cristã. Assim como vocês, eu respeito a crença de todos e acredito que acima de tudo respeito é universal. Mesmo sendo de outra religião, como disse, nunca deixei de ler os post voltados a esse assunto e nem deixei de comentar porque, para mim, adquirir conhecimento é sempre bom, independentemente de onde venha ou sobre o que fale. Apesar de tudo, eu gostei da resenha e aprendi algumas que não sabia e outras eu somente confirmei no que já tinha escutado. Não sou devota, mas realmente gostei de saber mais sobre um pouco deles. Parabéns pela atitude de respeito, é realmente muito lindo ver isso em um assunto onde o respeito falta tanto! Beijos ;)

    ResponderExcluir
  9. Não sigo nenhuma religião ,mas respeito todas e por mais que eu não seja devota de nenhum santo achei o livro bem interessante ,e leria ,sempre tive um certo interesse e não perderia a chance de saber um pouco mais .

    ResponderExcluir
  10. adorei....sou catolica desde que nasci...e sou coroinha a dois anos e me orgulho disso...sou tambem da liturgia...e olha que coinvidencia so da paroquia de Santa Teresinha do Menino Jesus...kkkk...lindo o livro...louca pra ter....obg pela dica linda e otima....beijocas..

    ResponderExcluir
  11. Olá, Mari, tudo bem? Muito boa a sua resenha. Eu sou o autor do livro e adorei que você tenha gostado. Muito obrigado, qualquer coisa estou à disposição. Beijos.

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.