segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Resenha - Conspiração nazi

Olá amigos!

Bom dia! Semana começando! 

Pensem comigo, leitores: começo de semana é dia do que? De resenha, é claro! O livro de hoje é o nacional "Conspiração nazi", vindo através da parceria com a querida amiga Érica do blog "Ser Leitora".

Então, vamos lá! Hoje a resenha é um pouco diferente, amigos leitores. É a chamada resenha premiada. Todos os que seguirem e comentarem no nosso blog e também seguirem e comentarem na resenha deste livro no blog Ser Leitora, automaticamente concorrerão ao exemplar deste livro que nós vamos conhecer logo mais abaixo! Eis o link para o Ser Leitora.

Só quatro detalhes, antes de começarmos, queridos leitores: este post de hoje também é válido para quem participa do Top Comentarista. Então, quem quiser ganhar um exemplar do livro "A rainha vermelha", não deixe de ler essa resenha, conhecer mais um livro interessante e comentar aqui!

Outro detalhe: o livro "Conspiração nazi" que vamos sortear já foi lido duas vezes. Uma vez pela Érica Leme e também por mim. Então, por conclusão lógica simples, ele é usado, mas eu garanto que está em perfeitíssimas condições! Vocês podem ver pelas fotos que acompanham essa resenha!

Atenção nisso aqui: o ganhador precisa ter endereço de entrega no Brasil para receber esse livro através dos Correios. Nós do Cantinho de Leitura da Mari e do Ser Leitora não nos responsabilizamos por qualquer atraso ou extravio por parte dos Correios e não vamos enviar o livro para a Angola, Coréia do Sul ou Panamá! Tem que ser no Brasil!

Última coisa, prometo! Essa semana, a última semana de novembro, semana do meu aniversário, será bastante atribulada para mim. Dessa maneira, amigos, o sorteio do vencedor dessa resenha premiada só será divulgado no início do mês que vem, em dezembro! Os comentários serão aceitos até o dia 30 de novembro, meus amigos!

Fui claro? Espero que sim!

Com tudo organizado, agora sim, vamos a resenha!

O que diz o Skoob:

Leandro sempre sonhou em escrever ficção. Mas não imaginava as complicações disso. O que acontece quando não sabe onde a ficção termina e começa a realidade? Qual a linha que limita as duas dimensões? O destino e o acaso podem fazer a cortina que separa a realidade da ficção se romper? Nosso amigo escritor não imagina, nem em seus sonhos mais loucos, que vai finalmente esbarrar em situações onde seu cotidiano vai se misturar com todas as cenas de filmes B a que assistiu na adolescência. Nazistas na América do Sul? Aos milhares? A única frase que martela sua cabeça é: Onde foi que me meti?

Minhas impressões:

Eu conheço a Érica há mais de 10 anos. Ela estudou comigo na faculdade e somos formados na mesma turma! Tenho profundo respeito por ela e somos amigos de longa data. Inclusive, ela morou na mesma cidade que eu, aqui em Cruzeiro - SP. Em 2013, a Érica mudou-se para a capital e foi trabalhar em São Paulo e, apesar da distância, continuamos bastante amigos.

O autor e o seu violão!

Ela e o Saulo (namorado da Érica) comandam o blog Ser Leitora, blog literário de boa qualidade. Recomendo a todos os amigos do Cantinho que gostam de conhecer livros novos, que acessem e sigam o trabalho deles. (Só um detalhe: o Lucas, irmão do Saulo, também estudava na mesma turma da faculdade e sempre foi um colega que eu tinha bastante apreço)

Em um dia no final de outubro, a Érica veio falar comigo a respeito do livro "Conspiração nazi". Segundo ela, o Saulo é conhecido do autor, Guto Domingues, que teria cedido um exemplar do livro para eles lerem. Então, A Érica notou só pela capa que seria um livro cujo estilo eu gosto bastante, pois mistura romance policial com suspense e ainda tem uma pitada de fatos históricos da Segunda Guerra.

Eu não conheço o autor, mas soube que ele é nascido em Lorena, cidade vizinha a Cruzeiro. Eu mesmo nasci em Lorena. Também fiz faculdade e me formei em Lorena. Conheci a Mari em Lorena... Tenho bastante ligação com a cidade. E olha que curioso: as regiões da Alsácia e Lorena foram pedaços da França anexados pelo Terceiro Reich, em junho de 1940, pois os alemães acreditavam que esses pedaços de terra pertenciam a Germânia desde o Sacro Império Romano-Germânico e que haviam sido tomados pela França de Luís XIV.

Ahhh... essa Lorena que está presente em tudo!

Por falar em nazistas, quem não se assustaria ao saber que existiu uma rede de trânsito livre para espiões nazistas no Cone Sul? Será mesmo que bandidos nazistas egressos da SS. andariam livres pela Argentina, Chile e Brasil? As chamadas rattenlinies (linhas de rato - rotas de fuga para espiões nazistas) existiram de verdade? É essa o grande mote do livro, caros leitores. O nome não poderia ser mais propício: linhas de ratos. Teriam os ratos nazistas estabelecido bases por aqui?

Bonita diagramação das páginas, com desenhos laterais em todas elas!

Aqui, cabe uma observação, antes de continuarmos: a obra, muito embora trate de uma conspiração e conspirações dão margem a inúmeras discussões, é ainda mais crível do que outros livros sobre o assunto, como o "Quarto Reino", do espanhol Francesc Miralles, que discorre sobre a criação do Quarto Reich e o "Museu Desaparecido" de Héctor Feliciano, que trata do roubo de obras de arte para financiar o nazismo. Conspiração nazi trata de um tema mais crível, porque rotas de espiões existem desde a Primeira Guerra Mundial, quando a espiã francesa Mata Hari teria agido como agente dupla e conseguiu estabelecer rotas de fuga para alemães até a África antes de ser descoberta e fuzilada.

Ainda dentro do livro, de acordo com a conspiração dos nazistas na tentativa de manter o nazismo vivo e atuante, o próprio Adolf Hitler não teria se suicidado, mas, ao contrário, teria residido na Argentina depois da guerra. Livros que abordam temas conspiratórios rendem discussão demais. Eu encarei como uma ficção, até porque o me encantou no livro foi o suspense e não o fato de que nazistas trabalhavam em segredo no Brasil. Se bem que o Brasil foi o país com o maior partido nazista fora da Alemanha...

Não dá para esgotar o assunto, nem de impor uma sentença se aquele fato é real ou imaginário. É a mesma coisa com o homicídio do presidente norte-americano John Fitzgerald Kennedy, o único presidente Católico que os Estados Unidos da América tiveram até hoje e de ascendência irlandesa que teria simpatia pelo IRA e pela unificação da Irlanda e da Irlanda do Norte, ambas livres do domínio da Grã- Bretanha, com a suposta criação do vírus HIV na África nos anos 1970 pelas próprias indústrias farmacêuticas para que suas drogas fossem vendidas no mercado, com a morte do Papa João Paulo I, que teria sido vítima do crime de homicídio por querer derrubar e amolecer as rígidas normas de conduta impostas pelo clero aos papas, a existência ou não da Área 51, estabelecimento militar norte-americano que estuda o contato com seres extraterrestres e até uma teoria conspiratória tupiniquim sobre o caráter misterioso envolvendo a morte do primeiro presidente civil depois da ditadura militar, Tancredo de Almeida Neves. Então, como é impossível determinar se aconteceu ou não, deixo para cada um de vocês o julgamento acerca da veracidade de tudo isso, queridos leitores.


Suásticas e Hitler logo no início do livro.


Voltando ao livro, a narrativa é bastante simples, mas não simplória. Isso significa que o autor consegue ser claro e se fazer entender e a assimilação da história é bem rápida, porque ele escolhe usar palavras usadas normalmente nas conversações para explicar o seu ponto de vista. Então, dá para acelerar a leitura.

Outro ponto importante para destacar é a maneira como o autor criou a história. Há uma história dentro de outra história. Achei uma sacada bastante inteligente.

Explico.

O livro começa com o personagem Leandro querendo escrever um romance. Então esse personagem cria a história de outro personagem, Afonso, que acabou de perder o tio de um jeito muito estranho, tendo Afonso herdado desse tio um hotel em Itatiaia, interior do estado do Rio de Janeiro (cidade que fica próximo a Cruzeiro e Lorena, diga-se de passagem) e, nesse hotel, Afonso descobre inúmeros documentos em alemão, com a gravura da suástica e contendo nomes de diversos alemães. Isso é o estopim para Afonso começar a esmiuçar o que seriam aqueles documentos. E a partir daí, Leandro vai escrevendo e decidindo o perfil dos personagens e o destino de Afonso.

Entenderam, amigos, como tinha uma história dentro de outra?

Leandro tem a ajuda de Otávio, seu amigo e dono da banca de jornal que lhe ajuda a chegar a um final espetacular para a sua história. As partes do livro que tratavam do Leandro me prenderam mais, principalmente no início quando ele pensa nos personagens da outra história que ele pretende criar e examina até a personalidade de seus personagens. Nessa parte ele pensa até mesmo na estrutura narrativa que mais se adequaria a história. Nem menciono as crises de criação que o personagem Leandro teve, que são ótimas.

Já nas partes em que Leandro deixa a cena e lemos sobre Afonso, Valéria, Marcelo, que são os outros personagens da segunda história, senti que tudo aconteceu rápido demais, como um namoro relâmpago entre Afonso e a bibliotecária Valéria, que num capítulo era apenas bibliotecária e em outro o autor (o autor é o personagem Leandro) já a tratava como namorada de Afonso. Superficial. O mesmo eu digo do amigo jornalista de Afonso que aparece do nada e tem uma importância gigantesca. Superficial também.

O final surpreende o leitor. De uma história, surpreende mais. Da outra história, surpreende menos. Eu gostei.

Em resumo: um livro que se revela um bom divertimento para quem o lê!

O exemplar que pode ser seu, amigo leitor! Basta comentar e seguir os dois blogs!


Fico por aqui, amigos!

Comentem aqui em baixo e até a próxima!









Dados do livro

Nome: Conspiração nazi
Autor: Guto Domingues
Editora: Penalux
Páginas: 250








13 comentários:

  1. Achei a história do livro diferente de tudo que já li, ate pelo fato de aborda um tema pouco conhecimento, pelo menos por mim, acho que essa narrativa consegue prender o leitor do começo, fiquei super interessada na história.

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcos, confesso que na hora que vi a capa falei não é o meu tipo de livro mas lendo a resenha vi que é um livro completamente diferendo do que eu imaginava parece ser um livro que te prende do começo ao fim e como sempre você faz ótima resenha bjs.

    ResponderExcluir
  3. Amei a dedicatória à nossa amizade!! Você e a Mari são presentes que a vida me deu!!!

    Obrigada pela parceria!!

    Beijos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. parece um bom livro nao espero a hora de comprar o meu para ler

    ResponderExcluir
  5. Livro muito interessante, por sinal. Espero poder obter a chance de ganhar o livro :3

    Abaixo meu e-mail para contato: lucaslf17@gmail.com

    ResponderExcluir
  6. Ler a sua resenha foi uma bela aula de história kkk fiquei interessada em ler o livro. Acabei de conhecer seu blog e já amei, beijokas! ♥

    ResponderExcluir
  7. to sentindo a sorte na veiaaaaa hahaha

    ResponderExcluir
  8. Oi Marcos :) Pela primeira vez consegui gostar, realmente, de um livro que você resenhou! Não leve a mal, pois não é nada contra você, mas possuímos gostos literários bem distintos e me dou melhor com o gosto da Mari hahaha Mas hoje foi! Eu amo livros que tenham pelo menos 1% de referencia da Segunda guerra, seja ele de qualquer gênero. E foi isso, além de ser um romance, que me fez gostar tanto do livro. Só não entendi como fazer para ganhar o livro! E se possível, aonde posso encontrar o livro para venda? Em qualquer livraria? Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabella, obrigado pelo comentário! Para concorrer ao livro, é bastante simples: basta seguir os dois blogs (Ser Leitora e Cantinho de Leitura da Mari) pelo GFC e comentar as duas resenhas, tanto aqui, como você já fez, quanto lá no blog Ser Leitora!
      Obrigado! =)

      Excluir
  9. Marcos sabe o que eu acho mais interessante em ler suas resenhas!!!??? É que geralmente são de livros que eu a princípio não leria, mas em alguns casos após ler sua opinião e argumentos acabo ficando curiosa. Parabéns pelaa escolha das leituras e pelos ótimos textos.

    Achei interessante o início do seu texto narrar como você chegou ao livro, suas amizades e a divulgação do blog (vou passar por lá viu!!!???).

    Deve ser um enredo interessante já que numa mesma obra você diz que existe Romance policial, suspense e fatos históricos. Que máximo que é um autor nacional. Feliz com o sucesso que nossos Brasileiros estão fazendo!!!
    Esses temas envolvendo os Nazistas são sempre interessantes e polêmicos e acabam gerando muitas discussões e dando "pano pra manga" para autores e estudiosos desenvolverem suas teorias.
    Assim como você quando decido ler livros nesse estilo, tento ler com a mente aberta e busco me envolver da melhor forma possível sem ficar impondo minha opinião sobre a veracidade dos fatos citados na história.
    Concordo que muita coisa que acontece no mundo, sem explicações plausíveis, entram para famosa lista de teoria da conspiração. E aí cada pessoa decide em quê acreditar.

    Por fim fico satisfeita ao perceber que mesmo com um tema tão complicado e polêmico o autor consegue narrar a história de um jeito objetivo e envolvente. E esse recurso de uma história dentro da outra geralmente dá mega certo.

    P.s. Aproveite a semana do seu aniversário da melhor forma possível viu!!??? Fazendo o que vc gosta e ao lado de quem ama. Que Deus continue a iluminar o caminho de vcs (Marcos e Mari)!!!! E feliz aniversário antecipado!!!

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  10. Sempre tenho um certo interesse em livros sobre o nazismo ,pois sinceramente nunca entendi muito bem ,e quando se trata de conspirações ,acjlho simplesmente fantástico ,achei interessante o livro ser "meio " que dois livros ,espero ler ,e quando eu ler ,espero não me confundir com essas duas histórias.

    ResponderExcluir
  11. Gostei da resenha e o livro se tornou interessante de ler pelo fato de nunca ter lido livros nesse estilo.eu tb achei interessante o fato de ter as gravuras no livro.

    ResponderExcluir
  12. Pelko quye tô vendo, esse livro tem muito a me ensinar. Pela resenha achei que o livro é riquíssimo e eu particularmente gosto muito de histórias sobre nazismo e conspirações principalmente sendo completo assim! Não o conhecia, valeu pela dica!

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.