quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Resenha - A pousada Rose Harbor

Muito bom dia, queridos amigos!

Como começou a quinta-feira de vocês?

Espero que esteja tudo bem! E se não estiver, bola para frente porque tudo pode mudar e melhorar!

É a grande mensagem do livro de hoje! Alguém já leu "A pousada Rose Harbor"? Se você não  o conhece, conheça agora comigo!

O que diz o Skoob:

A busca por um novo começo pode levar a grandes revelações. Jo Marie Rose decide comprar uma pequena pousada, como forma de superar a morte do marido. Mal sabe ela que as surpresas que a esperam nessa nova empreitada. Seu primeiro hóspede é Joshua Weaver, que voltou para casa para cuidar de seu padrasto doente. Os dois nunca se conheceram pessoalmente e Joshua tem alguma esperança de que possam conciliar suas diferenças. No entanto, uma habilidade de Joshua há muito perdida prova que o perdão nunca está fora de alcance e que o amor pode florescer onde menos se espera.
A outra hóspede é Abby Kincaid, que retorna a Cedar Cove para comparecer ao casamento do irmão. De volta pela primeira vez em 20 anos, ela quase deseja não ter ido, devido às memórias trazidas pela pitoresca cidade. E conforme Abby se reconecta com sua família e seus velhos amigos, percebe que só pode seguir em frente se permitir-se verdadeiramente a isso.
O que eu achei:

Minha mãe ganhou esse livro de presente de uma amiga que mora em outra cidade, com a indicação de que seria um livro muito bonito. Chegou pelos Correios e adivinhem o que aconteceu? Eu me antecipei e li em primeiro lugar.

Comecei a lê-lo no feriado de 07.09 e já no dia seguinte eu já tinha finalizado a leitura do livro. A linguagem é bem clara com a tradução e tudo parece fluir bem depressa. A história é de fácil compreensão também. Na verdade, o livro em questão é muito bonito e passa uma bonita mensagem de como é possível vencer as adversidades encontradas ao longo da vida.

A autora toda sorridente.
Começa tudo com a decisão da protagonista Jo Marie de mudar de vida. Seu marido era militar e foi morto em combate, servindo as Forças Armadas no Afeganistão. Fruto de uma emboscada, sua vida foi ceifada e nem o corpo dele ela pôde enterrar, pois o helicóptero em que ele voava caiu numa área impossível de ser vistoriada.
Quase um ano se passa desde a morte de Paul, cujo sobrenome era Rose, sem que a sua esposa tenha ultrapassado a dor e o luto.

Então ela decide mudar de vida radicalmente. Ela entende que se não continuar a viver, vai perecer igual ao seu marido e isso, ela percebe, seria uma coisa que ele não iria querer.

Assim, ela compra uma pousada de um casal de idosos e decide largar a cidade grande e ir morar nessa pousada, numa localidade chamada Cedar's Cove. Baita interiorzão.

Após fazer todo o trâmite de compra do imóvel e abrir o estabelecimento, ela decide nomear a nova pousada como "Rose Harbor", em homenagem ao sobrenome de seu marido morto na guerra.

Logo quando chega na pousada, recebe dois hóspedes, uma moça e um rapaz. Os três são os protagonistas da história, muito embora o livro mostre cada história de forma individual, sem muita interação entre os personagens.


Na minha mesa de trabalho
O que eles tem em comum: todos tem um trauma para superar. O rapaz, de nome Josh, volta para a cidade em que nasceu e foi criado, Cedar's Cove, já que o padrasto está em seus últimos momentos de vida. O padrasto havia sido cruel com ele logo após a morte da mãe e o relacionamento dos dois sempre foi tortuoso. Relacionamentos abusivos sempre deixam marcas profundas em quem quer que seja e mesmo assim, ele teve de voltar por três dias para cuidar dos preparativos do sepultamento e funeral.

Já a moça, Abby, carrega o mundo nas costas desde que um acidente de automóvel tirou a vida de sua melhor amiga na antevéspera de Natal. Entretanto, como seu irmão iria se casar, ela foi obrigada a voltar para Cedar's Cove por 3 dias para as festividades.

Uma vez juntos, Abby, Jo Marie e Josh só irão interagir na pousada e essas partes são pequenas. Na maioria do livro, eles estão vivendo suas vidas na cidade e deixando para trás seus medos.

E aqui o livro mostra o que tem de melhor: a possibilidade de mudança. Mudança para melhor. É bonita a mensagem constante na história de que os traumas podem ser deixados no passado. É como se a autora dissesse para nós: "Se você tem alguma coisa ruim atormentando a sua vida, veja como todos são capazes de superar qualquer adversidade." É um livro bem bonito e a autora tem uma grande sensibilidade.


Detalhes bonitos nos cantos de todas as páginas.
E quantos de nós temos os problemas que nos perseguem a anos e não nos largam? Relacionamentos destrutivos, perdas, traumas. Vivendo sem essas coisas ruins, tudo soa mais leve e prazeroso. Isso não significa que seja um livro de auto-ajuda. Perdão se é essa a mensagem que eu estou passando. Ela não nos fala COMO se superam os problemas do passado e sim nos conta histórias fictícias de pessoas que souberam eliminar tais chateações.

Sempre há espaço para um recomeço! Esta é uma leitura emocionante e tocante que eu recomendo para quem quiser ler um livro bastante aprazível.

A Mari já tinha lido um livro dessa mesma autora, Debbie Macomber. O livro é "Anjos à mesa" que se passa na época de Natal. Se você quiser conferir o que a Mari achou naquele outro livro, basta clicar aqui.


Corre à boca pequena que terá continuação para "A pousada Rose Harbor". O final realmente é crível para que tenha mesmo uma sucessão. Espero que isso seja verdade. Se for mesmo, eu vou querer ler!

E aí, vocês já leram um dos livros da Debbie Macomber? Contem nos comentários!











Dados do livro

Nome: A pousada Rose Harbor
Autora: Debbie Macomber
Editora: Novo Conceito
Páginas: 348




18 comentários:

  1. Eu não conhecia esse livro, mas achei a história muito linda, e acho que passa uma mensagem muito bonita para os leitores e gosto bastante de livros assim, esse vai entrar para minha lista com certeza, espero muito gostar da leitura.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Marcos. Lembro de ver vários comentários sobre o livro, ano passado, mas não havia interesse, pelo menos naquela época. Hoje, A pousada Rose Harbor, se tornou encantador para mim, nos mostrando como podemos melhorar nosso dia e, inclusive, nossa vida, superando medos e traumas. Gostei!

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcos! Não tinha escutado/lido nada sobre esse livro, mas amei a história que ele traz. Super interessante e cativante, estou curiosa para ler!

    ResponderExcluir
  4. Heey!
    Eu ainda não conhecia esse livro, mas eu não gosto muito desse gênero literário...
    Seu blog é fascinante, já estou seguindo ^^
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  5. Gostei bastante do jeito do livro, tantos traumas a serem superados, é bem legal conhecer um livro de personagens que tem seus problemas e que tentam resolve-los de tantas formas. Eu não conhecia o livro, o que me fez ficar bem interessada nele.

    ResponderExcluir
  6. Ainda não li nada da autora, mas já conheço seus trabalhos devido às divulgações pela blogosfera e pelas resenhas. Essa sua por sinal ficou ótima, você soube indicar os principais pontos do enredo e ainda deixou claro que não se trata de um autoajuda pq não diz como superar perdas e momentos de dificuldade; mas nos mostra exemplos de pessoas/personagens que conseguiram. Outra coisa que achei interessante de perceber com sua opinião foi que apesar da existência do drama dos personagens a autora não exagera na composição deles mas faz o leitor conhecer a história dos personagens e sua volta por cima.
    Enfim fiquei curiosa. Valeu pela dica de leitura!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Não conhecia esse livro, mas ele parece ser bastante interessante, com lições e bons personagens. Gostei. Talvez eu leia um dia haha Adorei a resenha!
    Beijos, Nathália
    livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    nossa achei a premissa do livro incrível e com certeza fiquei com muita vontade de ler. Adoro livros que abordam as mudanças e novos recomeços na vida dos personagens e esse parece ser um prato cheio, a única coisa que me deixou um pouquinho com pé atrás foi a pouca interação entre os três, acho que seria bacana uma interação maior. Enfim, vou ler e ver o que acho rs. Bjus!!!!
    http://www.lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Marcos,

    adoro esse livro! Tão bonito e singelo. Gostei bastante do livro e da forma como a pousada é praticamente um personagem do livro. Parabéns pela resenha

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Já li alguns livros da autora, inclusive esse, que amei. Achei linda a história e é muito legal a mensagem que ela nos passa de que podemos superar as adversidades e recomeçar. Sobre a continuação, é uma série sim, que já tem quatro livros publicados (além de alguns intermediários), no Goodreads você consegue ver todos.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Olá!!
    Confesso que é a primeira vez que leio algo sobre este livro e gostei muito do enredo, as vezes realmente precisamos mudar de ares para superar as adversidades. Sem duvida quero muito ler este livro.
    Bjos e sucesso!!

    ResponderExcluir
  12. Olá Marcos, amei sua resenha! É tão bom quando a gente começa a ler um livro e não consegue largar e acaba lendo ele assim tão rápido! Eu já tinha visto esse livro, mas pela capa ele não me chamou a atenção, mas agora com a sua resenha tive até vontade de ler. Eu gosto quando a história e clara e fácil de ler, e quando o livro passa uma lição de vida. Gostei! Acabou de entrar para minha lista.
    Bjus

    ResponderExcluir
  13. Oi Marcos, tudo bom?
    Eu tenho esse livro na estante há bastante tempo e não li até hoje, mas tenho muita vontade de conhecer a escrita da autora. Gostei muito da premissa dessa obra porque fala de perdas e recomeços. A narrativa é simples, mas parece ser tocante também.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, Marcos tudo bem?
    Eu comprei esse livro baratinho uma vez, e coloquei em uma promoção no blog, kkkkk.
    Sempre vejo elogios, mas não sabia que a história era tão bonita e a mensagem profunda. Realmente, histórias de traumas passados e perdas são fortes, e gosto quando os autores mostram bem a superação, mudança e perdão. E parece que esse livro tem tudo isso.
    Adorei a resenha
    Beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Não conheço a escritora. Mas pelo enredo da história mostra que ela gosta de explorar uns fatos reais como a Guerra do Afeganistão. O que eu particularmente adoro ler.

    ResponderExcluir
  16. Bom, não conhecia esse livro, e lendo a sinopse e a resenha fiquei bem interessada pois parece ser uma trama bem diferente e gosto de livros em que a história tem a ver com superação, então, por esse motivo, acredito que irei gostar desse livro.

    ResponderExcluir
  17. Oi Marcos, eu não conhecia e a sinopse me despertou bastante interesse.Saber que você deu cinco estrelinhas e que quer ler mais realmente me deixou curiosa em dar uma chance à história.. Bjs

    ResponderExcluir
  18. Estava até achando o livro legal mas quando vi que pode ter continuação... me desanimei bastante kkk estou correndo de livros com continuações

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.