quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Resenha - O quarto dourado

Olá amigos! Bom dia!

Tudo bom com vocês?  Espero que sim!

Vamos chegando para a última quinta-feira do mês de outubro! Então, neste dia, mais uma resenha!

O livro de hoje se chama "O quarto dourado", da autora judia, Rebecca Kohn.

O que diz o Skoob:

A história bíblica da rainha Esther, invejada por sua perseverança, charme e beleza incomparável - igualada apenas por sua intensa sagacidade -, inspirou mulheres ao longo dos séculos. A trajetória desta que é uma das personagens mais admiradas do Antigo Testamento, e uma das mulheres mais poderosas da Bíblia, ganha contornos de romance histórico através do texto de Rebecca Kohn. Capturando as paixões e as intrigas políticas que tornaram o legado de Esther tão atemporal, O quarto dourado cria um complexo e convincente retrato da pessoa por trás do mito. Com acurada pesquisa histórica e riqueza de detalhes, a autora recria as particularidades do Império Persa. E reinventa a vida da rainha que saiu dos estratos sociais inferiores da Babilônia para se transformar na pessoa mais querida do rei e salvar seu próprio povo da destruição. Órfã e aterrorizada, Esther, nascida em Hadassah, precisa esconder sua origem ao começar uma nova vida com o primo, um homem bem posicionado na corte, a quem está prometida. Sua beleza estonteante chama a atenção e logo ela é raptada para o harém real. E é na luxúria desse mundo proibido que se transforma em mulher. Esther conquista o que procura - o coração do Rei Xerxes e a libertação do seu povo. Mas a sua ascensão ao trono tem um preço - terá que voltar as costas a tudo o que alguma vez desejou, e entregar o corpo a um homem que nunca amará. Inspirado em uma heroína lendária, O quarto dourado levanta questões instigantes a respeito do preço da liberdade e das relações de poder entre homens e mulheres. Ilumina de forma assombrosa um dilema épico entre os desejos do coração de uma mulher e as obrigações impostas pelo seu destino

Minhas impressões:

Ganhei esse livro da minha mãe. Ela foi numa feira literária e acabou se interessando pela história. E decidiu me presentear. 

Lendo a contracapa eu também me interessei pela história. Como vocês sabem, não rejeito livro nenhum e não tenho preferência por gênero literário. Daí resolvi ler e ver o que achava.
Alguém já tinha ouvido falar da Rainha Ester?
O livro conta a história da Rainha Ester, a hebréia que salvou o seu povo da morte. Sua história é importante para o povo judeu e ela ainda é enxergada como salvadora de seu povo, tendo sua história sido contada na Bíblia, mais precisamente no livro de Ester, localizado no Antigo Testamento. Tanto sua figura é respeitada que a autora desse livro é judia e resolver escrever um romance baseado na história dessa personagem.

O livro começa com a infância da personagem Ester. Ela, uma menina orfã, mas feliz, vive prometida em casamento a um homem mais velho, um parente que deveria desposá-la no tempo certo.

Ocorre que o Rei Xerxes, rei da Pérsia, (também conhecido como Assuero em alguns livros e traduções) em uma decisão maluca, decide renovar o seu harém e manda raptar todas as virgens e moças para que fossem levadas a ele, todas com o único fim: para servir aos seus caprichos. No livro fica claro que o rei Xerxes comandava o maior império do mundo e seu poder era quase ilimitado. Então ele podia fazer o que quisesse, nem que para isso fosse necessário destruir vidas.

Impossível não ler essa parte e não sentir um mínimo de compaixão pela personagem. Ester completamente assustada, ela era uma criança que foi levada seqüestrada a um harém, lugar onde reina a luxúria e ela deve morar ali até quando o rei decida e servir-lhe quando ele bem desejar. Que vida terrivelmente sofrida. Condenada a ser escrava sexual de um homem.

Trechinho do livro.

Impossível também não relacionar isso a todo o sofrimento que as mulheres de atualmente ainda são obrigadas a viver. Companheiros violentos que as prendem em casa, violência sexual, abusos psicológicos. É muito triste ver como as mulheres ainda são mal tratadas. Na história, ela foi retirada de casa, onde recebia bons cuidados de seu primo, que seria seu futuro esposo e pela governanta da casa dele.

Agora, forçada a viver no meio de desconhecidos, eunucos e mulheres, a menina entendeu que sua vida não voltaria mais a ser aquela de antes e viu que deveria servir ao rei e foi ficando cada vez mais bonita, crescendo e recebendo a preparação para se encontrar com Xerxes.

Interessante ver como a autora abordou a vida no harém. Uma visão realista dentro de um romance histórico. Como uma prisão comum, privilégios podiam ser conseguidos com trocas de favores e alianças eram formadas para benefícios próprios. Bens trazidos de fora do harém serviam como moeda de troca para influência e todas as habitantes da prisão do rei da Pérsia.

Prosseguindo na narrativa, a bela jovem Ester é apresentada ao rei, que logo fica encantado por ela e sua beleza é tão gigantesca que ele fica completamente fascinado. Após alguns encontros ele decide fazê-la rainha. De sua escrava ele a eleva ao posto de rainha.

Muito embora o Rei Xerxes tenha feito isso, sua posição na história é meio ambígua. Terminei o livro sem saber se, de fato, ele amava a rainha Ester. Mas mesmo apresentando-se amável a ela em determinados momentos e distante em outros é com ele que a rainha Ester protagoniza a parte mais importante do livro: o salvamento dos hebreus.

Encantado por sua beleza, o rei promete a Ester que lhe dará o que ela pedir, como prova de que ele a ama de verdade. A autora reproduz o que a história nos conta, que a rainha Ester pediu a libertação do seu povo, tornando-se salvadora dos hebreus.

Depois de ler tanto drama, o final acabou por ser totalmente estranho e inoportuno, na minha opinião. Não apreciei o que a autora escreveu, notadamente quanto ao destino da rainha Ester. Admito que não sei o final da verdadeira história, de como ocorreu na realidade. Se for igual ao da ficção de seu livro, é bem triste.

Na minha mesa.

E aí, meus amigos, vocês já leram algum romance baseado na história de alguém?

Se sim, comentem abaixo!

Até  a próxima!










Dados do livro:

Nome: O quarto dourado
Autora: Rebecca Kohn
Editora: Record
Páginas: 351








10 comentários:

  1. Olá Marcos, gostei da resenha. E achei a história desse livro bem interessante. Adoro conhecer fatos bíblicos e sem duvida Ester é uma história e tanto.

    ResponderExcluir
  2. Marcos, alguns pontos foram agradáveis em O Quarto Dourado, como a história de uma cultura diferente, a presença de um reino e a liberdade imposta pela rainha Ester. Entretanto, a maioria dos aspectos foram desagradáveis para mim, principalmente o drama que a menina carrega desde a infância. Não gostei!

    ResponderExcluir
  3. Sua resenha está muito boa, mas sinceramente conhecendo um pouco mais sobre a história desse livro, acredito que não faça muito meu estilo de leituras e por esse motivo, não pretendo lê-lo.

    ResponderExcluir
  4. Oi Marquinho. A história parece ser bem bacana, gosto de romances baseados em personagens reais.
    Beijinhos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  5. Não costumo ler esse tipo de gênero, mas adoro histórias bíblicas e por isso o livro me interessou bastante, acho que vou gostar bastante dessa leitura, pretendo adquirir o livro.

    ResponderExcluir
  6. Oi Marcos, amei a dica! E acho que um romance sempre é baseado em alguma relação do autor... Nem que seja um pouco. A capa e o título são bem instigantes. Quem sabe eu dê uma chance? :) Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos! Não sou de ler muitos livro desse gênero, mas gostei bastante de "O Quarto Dourado" e me arriscaria a ler :)

    ResponderExcluir
  8. Assim que comecei a ler a postagem lembrei de minha mãe, esse é um dos livros que ela me daria se visse, que coincidência!
    Gosto bastante desses temas históricos, acho que aprendi com minha mãe a ter esse gosto rsrs.Definitivamente será uma de minhas próximas compras.

    ResponderExcluir
  9. Senti um pouco de dó da Ester, embora coisas ruins aconteçam todos os dias mesmo com pessoas que não merecem (não sei da onde tirei isso). Mais eu não gosto que as pessoas façam o futuro de outras, mesmo sabendo que vida de rainha não é fácil.

    ResponderExcluir
  10. Oii!
    Não conhecia a historia da Rainha Ester. Adorei sua resenha, Ester é uma mulher de personalidade forte, fiquei bem interessada pelo livro e pela historia de vida de Ester.
    Abraço e sucesso!!

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.