sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Resenha - Deslembrança

Olá amigos do Cantinho!

Muito bom dia!

Mais uma resenha e a de hoje é a do livro "Deslembrança", da autora norte americana Cat Patrick!

Alguém aí conhece? Se você já leu, não deixe de me contar nos comentários!

O que diz no Skoob:


Deslembrança - Toda noite, quando London Lane recosta a cabeça no travesseiro e dorme, cada mínimo detalhe do dia que viveu desaparece de sua memória. Pela manhã, restam-lhe apenas lembranças do futuro: pessoas e acontecimentos que ainda estão por vir. Para conseguir manter uma rotina minimamente normal, London escreve bilhetes para si própria e recorre à sempre fiel melhor amiga. Já acostumada a tudo isso, ela tenta encarar a perda de memória mais como uma fatalidade que como uma limitação. Mas, quando imagens perturbadoras começam a surgir em suas lembranças e London precisa, de algum modo, escapar delas, fica claro que para entender o presente e o futuro ela terá que decifrar o que ficou esquecido no passado.

O que eu achei:

Orelha do livro
Na verdade, esse livro pertence a Mari. Eu peguei emprestado. Quando ela foi na Bienal do Livro do Rio de 2013, achou esse livro numa promoção dentro do estande da Editora Intrínseca. Custava algo em torno de R$ 5,00. Uma verdadeira pechincha!

Como todo bom leitor, ela não resistiu ao impulso e comprou Deslembrança! Só que ele ficou na estante dela, parado! Eu sempre ia para a casa dela e via esse livro lá, quase que me chamando para lê-lo.

Eu não tenho preconceito com nenhum gênero literário. Leio de livro de contos de terror até chick-lit, passando por ficção científica até drama. Leio de Nicholas Sparks até os sonetos de Luís Vaz de Camões. Eu gosto de ler, não tem jeito! E para mim, pouco importa o estilo.

Li Deslembrança em apenas dois dias, tamanha foi a surpresa agradável que foi o livro. Ele conta a história de London Lane, uma adolescente de 16 anos. Mas ela não é uma adolescente normal. Aliás, é bem diferente das outras, pois todas as noites mais precisamente às 4h33 seu cérebro é desligado pelo seu próprio corpo.

Momento fofo entre Luke e London
Com isso ela sofre perda da memória. Para não se perder ao despertar, ela deixa anotado em bilhetes tudo o que interessa, para que não fique confusa quanto aos acontecimentos do dia anterior e dos seus compromissos.

E como se essa situação estranha não fosse o suficiente, London consegue se lembrar de coisas que ainda vão acontecer. Estranhíssimo, não é mesmo? 

Durante a leitura fiquei me perguntando: se ela esquece de tudo de um dia para o outro, como ela se lembra das matérias da escola, por exemplo? E de outras coisas do dia-a-dia, como ela faz para se lembrar da casa onde mora, já que isso não fica registrado nos bilhetes que faz diariamente. Mal explicado, parece. Mas todo livro e toda ficção tem suas lacunas. Tudo bem, vamos seguir em frente.

Na escola, ela conhece um menino chamado Luke Henry. Quando ele a nota nos corredores, começa a tentar de toda a forma conquistá-la e ele aparenta ser um cara bem legal. 

Aos poucos eles começam a namorar e ele sempre age de modo bacana com ela, sendo extremamente fofo com London, mostrando ser um namorado excepcional, até mesmo se colocando no lugar dela em situações arriscadas.

Por falar em perigo, a coisa começa a ficar perigosa quando ela percebe que Luke guarda um segredo e seus sonhos sobre o futuro envolvem o tal cara legal da escola. Sonhos que parecem ameaçadores com situações que envolvem risco de vida.

Essa tentativa da autora de colocar um mistério na trama, foi simplesmente uma ótima sacada. Já de início o livro me chamou a atenção pela originalidade. Alguém que além de esquecer o passado ainda consegue ver o futuro nos sonhos é criativo. Daí a autora começa a incluir sonhos perigosos de London com Luke na história, trazendo mistério onde até então era uma narrativa adolescente. Gostei mesmo de ver que o livro se transforma quase que numa trama policial.

A narrativa é bastante leve e o jeito de escrever da autora facilita o entendimento. O leitor fica preso na trama, a ponto de não conseguir largar o livro. Eu recomendo!

O desfecho, muito embora eu não comente sobre finais para evitar comentar spoiler, é bem aberto e deixam inúmeras possibilidades. Por um lado isso é bom e talvez haja continuação. Se tiver, eu lerei!
Meu exemplar. Aliás, da Mari
Chega por hoje, amigos leitores. Já falei demais! Vou curtir a minha sexta-feira!

Até a próxima semana, amigos!


Abraço!








Dados do livro

Nome: Deslembrança
Autora: Cat Patrick
Editora: Intrínseca
Páginas: 253







10 comentários:

  1. Ual que legal! As vezes não damos muita atenção para aqueles livros de 5 reais né?! Achei legal e interessante a história, além de ser muito diferente das demais. Amei!

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Por onde começar... Cara, 5 reais? Os livros são tão baratos assim na bienak? Manhee prepara o cartão ><
    Olha© logo de cara me interessei pelo livro ppr conta dessa coisa de memória. Eu particularmente tenho um probleminha, as vezes eu penso uma coisa e esqueço no mesmo segundo. E aí eu tenho que ficar forçando a cuca pra lembrar. Se tiver alguma palavra errada nesse comentário é porque pensei numa coisa e eacrevi outra, e isso acontece ripo, SEMPRE. Em qualquer texto que escrevl, quando falo.
    Ela não se lembrar do passado e ter que fazer bilhetinhos pra não esquecer já é fascinante, mas ter vislumbres do futuro? Isso é genial e mais do que óbvio que vou queree ler. Anotadíssimo na lista de próximas leituras.
    Quanto a essas falhas, realmente, meio estranho. Como ela lembra o endereço de ksa? Fail.
    Ótima resenha, parabêns

    ResponderExcluir
  3. Bom, ainda não li nada da autora Cat Patrick, mas inicialmente a capa desse livro me chamou muito a atenção pois está muito bonita.
    Realmente a história parece ser bem leve e um livro que pode ser lido rapidamente, achei bem interessante a história dela perder a memória e sonhar com acontecimentos do futuro, lendo sua resenha acredito que irei gostar da história do livro quando lê-lo.
    Sua resenha está muito boa.

    ResponderExcluir
  4. Olá, Marcos. Fico admirado com a sua capacidade de não ter nenhum tipo de preconceito literário, gostaria que comigo fosse da mesma forma. Encantei-me também pela estória do livro e por todo o processo de deslembrança da protagonista, tendo seu cérebro desligado a determinado momento. E os perigos? Esses então são arrebatadores. Lerei!

    ResponderExcluir
  5. Já encontrei esse livro em promoção em alguns sites como submarino, mas como nunca tinha ouvido falar nada sobre ele ficou com um pouco de receio em adquiri-lo, porém agora que li sua resenha, apesar de parecer que o livro é um tanto confuso, se eu encontra de novo em promoção pretendo dar uma chance a essa leitura.

    ResponderExcluir
  6. Parece ser bem legal. Cara eu não conhecia o livro mais agora gostei dele, imaginando aqui como deve ser para ela não se lembrar das coisas direito, e escrever em um bilhete as coisas importantes, eu sou tão preguiçosa que não sei se daria conta de fazer isso todos os dias. Achei interessante esta historia, pois ela é diferente.

    ResponderExcluir
  7. Primeira vez que li algo sobre a autora e confesso que gostei muito dessa premissa de esquecer o passado e lembrar-se do futuro. Já deve ser complicado esquecer tudo todos os dias, mais complicado anda ter sonhos sobre o futuro. Vou procurar o livro, fiquei super curiosa sobre o desenrolar dos sonhos de London Lane.
    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
  8. Que capa linda! Adorei a resenha e já quero o livro!

    ResponderExcluir
  9. Oi Marcos, tudo bem? Nunca ouvi falar do livro, mas a capa é linda e a história parece ser também. Tanto pela sua resenha quanto pelas fotos *-* Bjs

    ResponderExcluir
  10. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas que livro ein! Adoro esses temas, e sua resenha só ajudou.Além disso, achei a capa muito meiga! Quase toda resenha me faz querer comprar um livro novo, desse jeito vou falir rsrs

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.