segunda-feira, 4 de maio de 2015

Resenha - A Lista de Brett

Oi gente, tudo bem?
 
Hoje de manhã eu acabei de ler mais um presente de aniversário que ganhei das amigas blogueiras Dressa (Livros e Chocolate Quente) e Bru (Meu Mundinho Fictício).
 
Já desejava A Lista de Brett desde o seu lançamento, amei a capa e a sinopse e neste mês tive oportunidade de conhecer a história. Obrigada pelo carinho de sempre, meninas!
 
O que diz a contracapa:
 
A Lista de Brett
Brett Bohlinger parece ter tudo na vida — um ótimo emprego como executiva de publicidade, um namorado lindo e um loft moderno e espaçoso. Até que sua adorada mãe morre e deixa no testamento uma ordem: para receber sua parte na gorda herança, Brett precisa completar a lista de sonhos que escreveu quando era uma ingênua adolescente.

Deprimida e de luto, Brett não consegue entender a decisão de sua mãe — seus desejos adolescentes não têm nada a ver com suas ambições de agora, aos trinta e quatro anos. Alguns itens da lista exigiriam que ela reinventasse sua vida inteira. Outros parecem mesmo impossíveis.

Com relutância, Brett embarca numa jornada emocionante em busca de seus sonhos de adolescência. E vai descobrir que, às vezes, os melhores presentes da vida se encontram nos lugares mais inesperados.

 
 
O que eu achei:
 
O livro é totalmente encantados e já me fisgou logo nas primeiras páginas.
 
Sabe aqueles sonhos da nossa época de criança e adolescente? Aqueles que tínhamos certeza que iam se realizar em certa época da nossa vida? Brett fez uma lista com esses sonhos aos 14 anos e não esperava que sua mãe a havia guardado.
 
Brett se sentiu completamente sem chão com a morte da mãe, os irmãos mais velhos já casados e com suas famílias participaram na luta contra a doença, mas não tão de perto quanto Brett, a única filha de Elizabeth.
 
Após o funeral, a caminho de uma reunião com o advogado, Brett se preparava para receber sua parte na herança mas, principalmente, para assumir o cargo de presidente da empresa da mãe. Mas Elizabeth tinha outros planos para Brett, enquanto os irmãos receberam grandes quinhões, a cunhada ficou com o cargo de presidente. Quanto à ela, sua parte estaria reservada, mas ela só receberia se cumprisse uma lista de afazeres, no prazo de 01 ano.
 
Brett achou a ideia completamente absurda, aquela menina de 20 anos atrás não existia mais, seus sonhos eram outros e ela não conseguia visualizar o namorado Andrew concordando com, pelo menos, metade dos itens da lista, como ter um filho (ou dois), um cavalo e um cachorro.
 
Com a ajuda de Brad, o advogado contratado por sua mãe, Brett vai riscando um por um dos sonhos conforme os alcançava e aos poucos foi percebendo que a menina de 14 anos que um dia escreveu aquela lista podia estar apenas adormecida dentro de si.
 
O livro é um chick-lit gostoso de acompanhar, a história é leve e eu não consegui parar de ler, queria saber se Brett conquistaria cada um desses sonhos ou abriria mão da herança para continuar vivendo da forma atual.
 
Me peguei pensando na criança que eu fui, se eu completei a minha listinha de sonhos ou se me tornei uma pessoa completamente diferente da que eu imaginei que seria. O livro, apesar de leve, traz uma mensagem e, querendo ou não, você acaba pensando na própria vida.
 
A cada sonho alcançado, Brett recebia um envelope com uma mensagem da mãe. Acompanhamos a vida de Brett virar de cabeça para baixo e, o mais bonito da história foi saber que ela estava no caminho para encontrar sua verdadeira essência.
 
Só não dei cinco estrelas porque queria mais história! Isso mesmo, o livro seguiu um certo ritmo, mas ao final, senti que a história merecia mais. Passei a folha animada para saber como aquele amor seria construído e dei de cara com o epílogo.
 
Foi uma leitura encantadora e, de certa forma, inspiradora, como se o livro me dissesse "saia você também da sua zona de conforto". Indico a todos!
 
"Eleanor Roosevelt certa vez disse: 'Todos os dias, faça algo de que você tenha medo'. Continue se obrigando a fazer coisas que lhe dão medo, querida. Assuma os riscos e veja onde você aterrissa, pois são eles que fazem a jornada valer a pena."
 
Espero que gostem,
 
Com carinho,
 
 
 


 
Dados do livro:

Nome: A Lista de Brett
Autor: Lori Nelson Spielman
Editora: Verus
Páginas: 364

12 comentários:

  1. só pela capa e pela contra capa o livro já é um encanto *-*

    beijos
    http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oláá
    Quero muuuito ler o livro pois amo esse gênero e sua resenha me deixou com mais vontade ainda, que bom que gostou tanto e viu pontos positivos, me fez ficar mais curiosa e adoro essa capa, muito fofa.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Mari, tudo bem?
    Amei a capa desse livro, ela é linda de mais e da vontade de comprar o livro só por ela...rsrs.
    Amei a premissa da história, achei bem interessante.
    Esse parece ser realmente uma linda e encantadora história e eu estou muito curiosa para conhecê-la melhor.

    Beijão :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari!
    Sou encantaa por esta capa, tb tenho o liro mas ainda não li!
    O enredo tb eu acho fantástico, fico imaginando quais os desejos da lista de Brett.
    Bjos
    Aline Praça
    www.leituravipblog.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari

    Que bom que gostou do presente ;)

    Eu adorei a leitura desse livro também mas achei a Brett muito desesperada para achar um marido e no fim nem falaram qual foi a herança que ela recebeu né . mas com certeza é um livro que te faz refletir!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu adorei este livro, as reviravoltas na vida da protagonista são hilárias, mas também comoventes, ela aprendeu uma lição de vida com a mãe, só o romance seguiu de uma maneira que eu não esperava.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari
    Eu sempre quis ler este livro. Gosto de chick-lit e pelo que falou acho que eu também pensaria sobre minha vida e meus sonhos, assim como a criança que eu fui!
    Adorei a resenha, e me animo a ler mais ainda!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari, tudo bom?
    Pedi esse livro de aniversário ano passado e até hoje não consegui ler. Amo narrativas chick-lit e tenho certeza que também vou amar a história. O lance dos sonhos que temos quando criança é algo que parei para refletir. Muitas vezes abandonamos nossos objetivos por medo do desconhecido.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari,

    to bem curiosa para ler esse livro Já tem tempos que ele tá na minha pilha de livros pra ler, mas sempre acabo deixando outros passarem na frente. Não imaginava que seria um chick lit, mas se é, melhor ainda. Adoro o gênero.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Mari tudo bem eu amo ese livro, cada pedacinho dele, esse é um livro que tem espaço especial no meu coraçao. Amei sua resenha, bjkas

    ResponderExcluir
  11. Olá Mari, tudo bem?
    Bom a única coisa que eu consegui realizar mesmo fora do tempo foi ter uma menina linda... minha filha é um amor,uma doçura... eu não queria ter filhos cedo... e se tivesse queria muito uma menina, foi ai que Deus me deu esse presente que já tem 12 anos... kkkk eu não consegui realizar um terço de meus sonhos e projetos, mas não me sinto tão frustrada... acho que as coisas acontecem do jeito que é para acontecer e não há como fugir das escrituras que Deus fez em nossas vidas... percebi que o livro foi uma leitura muito boa ara você e percebi que foi cheia de significados também... xero!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Mari, tudo bem?

    Eu já queria ler este livro, mas com a sua resenha eu fico ainda mais animada, o livro parece ser encantador e espero pode ler em breve.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.