quarta-feira, 8 de abril de 2015

Resenha - O melhor de mim

Queridos leitores, como vão vocês?

Já estou tão acostumado com a minha coluna de resenhas das quartas-feiras que se eu ficar uma semana sem vir aqui, é capaz de eu sentir uma dor tão mortal que eu ficaria dias lamentando e me queixando de como a vida é injusta e cruel e choraria por dias a fio...

Nossa, quanto drama, né?

É porque hoje eu venho contar para vocês sobre um livro com muito drama. É "O melhor de mim" do autor Nicholas Sparks, de quem eu sou fã!

O que diz a contracapa:

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam.Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável.

Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois.

Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre.

Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.

O que eu achei:

Não rejeito nenhuma leitura. Nenhuma mesmo. Mas sou particularmente atraído por dramas. E eles se tornam ainda mais saborosos para a leitura ainda mais com romances predestinados a não dar certo. E Nicholas Sparks parece ter se tornado o expoente mais importante desse gênero.

Tenho em casa dez livros do autor e desses dez, já li oito. Somente em "O milagre" não há um amor em que o autor não prefira que a morte interfira no destino dos personagens.

Não fico preocupado em dizer isso e não considero uma informação que revela parte importante do enredo porque quem tem o mínimo conhecimento sobre Nicholas Sparks e freqüenta até esporadicamente as livrarias sabe que ele é especialista nesse tipo de história.

E Nicholas Sparks aprimorou tanto esse tipo de tragédia que sua escrita tem ficado refinada e as suas histórias, mais plausíveis. Não sou adepto dos rótulos, pois não acho que a vida seja uma garrafa de refrigerante, mas eu poderia nomear esse estilo do Nicholas Sparks de escrever como um livro que vai te fazer chorar.

Com isso, vocês já devem ter percebido que essa história é sobre um amor inocente que acabou por encontrar algumas dificuldades pelo caminho. A história gira em torno de dois jovens que se conhecem e começam a nutrir um pelo outro um sentimento bem forte. Mas Amanda e Dawson vem de universos completamente distintos. Ela é proveniente de uma família rica e tradicional e ele, além de ser pobre, tem uma família desestruturada. Tudo soava como se eles nunca fosse se aproximar, mas não é o que acontece. Logo os dois se apaixonam no ano de 1984 e como não podia deixar de ser, a família dela foi radicalmente contra o namoro.

Após o namoro em 1984, cada um procura o seu caminho e procuram superar o afastamento. Mas 20 anos depois, após um acidente e a morte de um amigo em comum, ambos puderam finalmente se reencontrar. Ele permaneceu solteiro, mas ela agora é casada com um alcoólatra e tem três filhos adolescentes. E mesmo assim a paixão arrebatadora voltou no primeiro instante em que eles se viram novamente. 

A trama é original e você só se dá conta do que evidentemente acontece com os dois nos últimos instantes da história. Não sei se alguém achou a história previsível, mas eu não achei. É que  eu sempre percebo que em cada história tem sempre um toque diferente, uma nuance que muda tudo. Mesmo sendo uma drama com tragédia, deve ser por isso que eu aprecie. E por ser original, a história foi adaptada para o cinema, tendo o filme sido lançado em outubro de 2014.


E agora eu pergunto para quem já leu o livro: vocês já perceberam como o título é impactante e extremamente profundo a tal ponto de nos fazer pensar? Alguém já refletiu sobre o que é o melhor de nós? Chegamos a dar o melhor de nós para quem amamos ou escondemos isso de todos? Dar o nosso coração a quem precisa ou doar amor é um gesto tão nobre, mas que exige coragem para ir ao encontro do outro. Não falo só no amor romântico, mas dar o melhor de si naquilo que você faz de melhor, no seu trabalho também, nos seus projetos e em tudo aquilo que você fará na sua jornada. 

E a respeito do que eu disse acima, digo para vocês e a quem quiser ouvir: o melhor de mim que dei para a Mari foi o meu coração!

Falando em chorar, não posso fazer essa resenha sem trazer um trechinho tão bonito do livro, que está na página 185, já bem perto do final:

"Quero acordar de manhã com você ao meu lado, quero chegar à noite e jantar com você. Quero compartilhar com você cada detalhe bobo do meu dia e ouvir cada detalhe do seu. Quero rir junto com você e dormir com você em meus braços. Porque você não é só alguém que eu amei no passado. Você era minha melhor amiga, a melhor parte de quem eu sou, e não consigo me imaginar desistindo disso outra vez. - ele hesitou, buscando as palavras certas. - Eu lhe dei o melhor de mim e, depois que você foi embora, nada jamais voltou a ser o mesmo."

Como já disse, eu gosto dos livros do Nicholas Sparks e já cansei de falar bem deles para a Mari. Aqui no Cantinho ela mesma já admitiu que nunca leu nada dele. Por isso eu lanço a campanha "Mari, leia um do Nicholas Sparks!" E eu peço a vocês que peçam isso nos comentários para ela também!

Vamos ver se ela nos dá ouvidos!

Gente, espero que tenham gostado da resenha!

Até a semana que vem! 








Dados do livro:

Nome: O melhor de mim
Autor: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 270

9 comentários:

  1. Olha o MELHOR DE MIM foi o segundo livro do Nicholas Sparks que li e tenho que confessar que gostei bastante de toda trama, porque a história em si é bastante envolvente. É simplesmente maravilhosa. O filme é ainda mais, porque foi adaptado de uma maneira perfeita. Eu adorei ambos e acho que Tio Nicholas acertou mais uma vez. Não é atoa que só faz sucesso né?

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-o-teste.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passando pra dizer que tem resenha nova em meu cantinho
      Quando vocês atualizar pode me avisar que virei aqui retribuir viu? =]

      http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-miley-cyrus-she-cant-stop.html

      Excluir
    2. Ninguém merece voltar no blog só pra fazer spam, hein. /\

      Excluir
  2. Olá Marcos!
    Sou fã do tio Nicholas (embora ele me faça chorar muito!rs), mas ainda não li O Melhor de Mim. Tenho o livro aqui e está na minha fila de leitura.
    Gostei bastante da sua resenha! Bem embasada e argumentada, conseguiu transmitir o quanto a leitura lhe agradou.
    Bem legais as perguntas que você colocou no final da resenha, confesso que me fez pensar...
    Estou aderindo à sua campanha: "Mari, leia um do Nicholas Sparks!" :)
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  3. Oláá
    Amo o autor então sou suspeita para falar, principalmente desse livro que deve ser o meu favorito dele haha é o "melhor dele" haha literalmente, assisti ao filme e nem se compara ao livro apesar de ter sido um pouco fiel.
    Ótima resenha e que bom que gostou também.

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/
    Catharina
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá Marcos tudo bem, vi o filme a convite da editora Arqueiro assisti antes da lançar e amei, mesmo me debulhando em lagrimas, sua sensibilidade na resenha me cativou e agora preciso ler o livro. Já disse a Mari via Whatts que está de parabéns! Sucesso pra vcs!
    Bjkas
    Dani Casquet - Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  5. Oi Marcos

    Que resenha mais linda, ainda não li este livro mas já li vários outros do Sparks e entro na campanha também "Mari, leia um do Nicholas Sparks!" rsr ainda mais depois dessa declaração de amor na resenha rsrs é raro ver homem lendo Sparks e gostando adorei se fosse a Mari já pedia em casamento o Marcos é raridade hein!

    Parabéns pela resenha e parabéns ao casal vocês compartilham do amor aos livros e isso é maravilhoso!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Marcos, tudo bem?

    Sou suspeita porque sou MEGA fã do Nicholas Sparks. Leio até a lista de compras dele. Os livros do autor são sempre emocionantes e me tocam bastante. Vi o filme antes de ler o livro e acho que isso comprometeu o meu gosto pelo livro. Achei que o filme me tocou mais, saí arrasada do cinema huahuahua. O final é a melhor parte do livro. Como segurar as lágrimas, né? E a Mari, como é chorona, vai passar uns 2 dias chorando =P Mas prefiro outros livros do Sparks. Já leu Uma Longa Jornada? A Escolha? Um Porto Seguro? São os meus preferidos

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos, tudo bem?

    Eu ainda não li nenhum livro do Nicholas, mas tenho muita vontade e O Melhor de Mim está na lista. Eu fico resistindo um pouco para ler exatamente porque os livros deles são muito dramáticos e quando eu leio livros assim eu sempre fico com uma bela ressaca literária. Espero um dia ter coragem de começar a ler e assim ler todos. Adorei a resenha e vou tentar ver o filme. Já vi Diário de Uma Paixão e Um Amor Para Recordar sem ler o livro mesmo rs.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.