quarta-feira, 4 de março de 2015

Resenha - O encontro

Queridos leitores!

Um bom dia! Passaram bem desde a quarta-feira passada?

Agora estou consolidando o meu auxílio no blog todas as quartas-feiras, como vocês já devem ter pescado. E nesta quarta-feira, dia 04 de março, eu pergunto a vocês: alguém já encontrou a plena felicidade?
É o que esse livro tão bonito do autor Richard Paul Evans veio querer nos mostrar. Alguém já o leu?


O que diz a contracapa:


O que você faria se tivesse de recomeçar?
Quando isso acontece com Alan Christoffersen, jovem executivo de propaganda de Seatlle, ele é tentado com as idéias mais sombrias.  Com um frasco de comprimidos na mão e nada mais pelo que viver, ele planeja acabar com a sua dor. Em vez disso, decide fazer uma caminhada. Mas não uma caminhada comum. Levando somente o essencial, Alan deixa para trás tudo o que conhece e segue para o ponto mais longínquo do seu mapa: Key West, na Flórida. As pessoas que ele encontra pelo caminho e as lições que elas lhe ensinam vão inspirar a vida dele - e a sua.
Uma jornada transformadora, tanto física como espiritualmente, O Encontro é o primeiro de uma série inesquecível de livros sobre a jornada de um homem em busca de uma vida com sentido.


O que eu achei:

Comprei esse livro em dezembro de 2012 e só agora consegui lê-lo. Já não é mais novidade pra ninguém que eu adoro livros baratos e sempre procuro pelas promoções e com esse livro, isso não foi diferente. Comprei "O encontro" por menos de R$ 10,00 e valeu a pena.

Eu nunca tinha ouvido falar desse autor, mas apostei e levei pra casa esse que é um pequeno livro. Não chega a ser de bolso, mas as dimensões são um pouco menores que o normal.


Alan Christoffersen é um cara que tem tudo na vida. Estudou em uma das mais renomadas universidades. É dono de uma agência de publicidade bastante promissora, com ricos clientes e negócios promissores. Tem ainda a McKale, uma esposa bonita e apaixonada. Carros e casa deslumbrantes. Até um sócio na agência de publicidade que parece ser um amigo leal. Tudo é favorável na vida do personagem principal do livro. Era uma vida praticamente perfeita.
Só que não é possível um ser humano controlar a vida e ela dá suas reviravoltas... às vezes bruscas demais. Um acidente e várias decepções fazem com que tudo o que Alan Christoffersen tinha se desmoronasse. Ele perde tudo da noite para o dia, como se tudo voasse para bem longe. E ele perde o chão. Sua segurança se esvai e Alan Christoffersen perde o rumo.

E a felicidade que ele achava que tinha, foi-se embora repentinamente. Alan Christoffersen precisa encontrar novamente a felicidade para se ver como pessoa e como homem. E para ter esse encontro, o autor fez o personagem fazer uma coisa um pouco sem nexo: uma caminhada. Ele abre um mapa (fico impressionado como os norte americanos adoram um mapa) e escolhe um lugar bem distante e decide que vai até lá caminhando. Convenhamos, é uma coisa surreal a se fazer. Mais crível seria batalhar e continuar lutando para reencontrar a felicidade perdida. Mas não quero julgar aqui, porque acho que provavelmente já existiram pessoas nesse planeta que fizeram coisa semelhante.

Então Alan Christoffersen deixa tudo para trás e começa a sua caminhada rumo a felicidade que um dia era sua companheira. O livro fica aberto para o leitor enxergar da maneira que quiser. Um livro espiritualista? Pode ser. Afinal de contas, basta olhar o sobrenome do personagem e ver que consta "Christo". Uma história feita para o encontro pessoal do personagem e seu autodescobrimento? Também pode ser, já que ele faz uma caminhada e reflete toda a sua vida enquanto anda. No fim das contas, é possível colocar um rótulo: romance com autoajuda. Não sou fã de autoajuda, mas a temática da história agrada. Comprei porque enxerguei apenas a ficção criada pelo autor.

É um livro bonito, vocês me perguntam? Sim, eu acho que é. Gostei muito de ler. Mas não posso deixar de admitir que a caminhada parece sem propósito algum. Enquanto ele caminha, nada tem sentido. Mas ele encontra pessoas ao longo do caminho que o auxiliam e dão o consolo e a palavra amiga que ele tanto precisa. Essas pessoas colocadas pelo autor no livro que fazem a diferença e foram a razão de eu ter avaliado o livro com cinco estrelas.

O final do livro é surpreendente e faz o personagem ver que na vida, mesmo ela sendo dura, tem tanta coisa bonita a oferecer. Acho que cada um tira uma mensagem valiosa e importante com a leitura do livro. Então indico para quem quiser ler e ter uma leitura bem leve.

E aí, alguém já leu esse livro?

Estou muito curioso pela continuação. Eu nem sabia que tinha uma continuação, mas vi no Skoob que o livro "O caminho" é a continuação desse que eu acabei de resenhar. Eu só digo uma coisa: aceito presentes!

Até a semana que vem!











Dados do livro:

Nome: O encontro
Autor: Richard Paul Evans
Editora: Lua de papel
Páginas: 231

22 comentários:

  1. Oi,
    Tudo bom? Primeiro peço desculpas se já te enviei esse recado, mas como autora iniciante preciso me divulgar. Então meu nome é Raquel Machado sou autora do livro Vingança Mortal e te encontrei lá no blog Chuva e Livros. Vi que você se interessou por minha história e gostaria de te convidar a conhecer um pouco mais delas, e aproveitar para dizer que estou com parcerias abertas então se quiser conversar pode mandar um e-mail para "raquel.machado2014@yahoo.com.br". Vou ficar muito feliz em lhe responder.
    Beijos
    Raquel Machado
    Escritora Vingança Mortal
    leiturakriativa.blogspot.com.br/p/vinganca-mortal.html

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou Marcus, não me identifiquei muito com o livro, uma pena pois parece ser legal do jeito que você fala. Eu gosto também de finais assim em que o personagem fica em paz com ele mesmo :3 Bom espero que goste da continuação.
    Abraços

    http://proximapagina-pp.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li esse livro, mas já o tinha visto por aí. Pela sua resenha, parece ser ótimo, já que deu cinco estrelas. Com certeza vai para a minha lista de futuras aquisições. Adoro quando o final é surpreendente.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi tudo bem?
    Náo costumo ler muitos livros com essa pegada não. Que bom que o final é surpreendente porque geralmente é previsível, acontece a desgraça, aí há o auto descobrimento e o protagonista aprende uma determinada lição, cliché total que eu não costumo gostar rs. Tomara que vc goste da continuação tbm, bjus!!!!
    www.lendoaestante.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, Marcos! Ainda não li este livro, mas já conhecia a capa. As vezes é bom um a leitura leve de vez quando, sem compromisso. e muito melhor quando você começa sem entusiasmo nenhum e o final surpreende. Talvez um dia entre na minha lista de leitura. Rs

    Beijos...

    http://livrosfilmeseencantos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Marcos, fiquei encantada com a capa, achei linda, mas a resenha me desapontou um pouco, na verdade não a resenha, mas o livro em si.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  7. Oi, Marcos!
    Não li o livro em questão, mas gosto dos livros da Lua de papel. Quanto ao fato de sair caminhando, às vezes, nos parece sem sentido, para o outro faz muito sentido. Três amigos meus já fizeram isso, fique assustada quando soube, voltaram com experiências fantásticas.
    http://poesianaalmaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiii
    A capa é muito bonita e como adoro romance sou suspeita para falar, o enredo me atraiu bastante e estou curiosa pela leitura haha.
    Ótima resenha.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Ahh, eu também adoro livros baratos! Sou uma caçadora de promoções, rsrsrs!
    Não não conhecia o livro e não sei se leria, não parece um livro que eu vá gostar...
    Bjs

    A. Libri

    ResponderExcluir
  10. hahahahahaah oiiii Marcus...
    Adorei a sua resenha e me deixou muito curiosa com a leitura viu...
    Espero que o segundo seja tão bom quanto o primeiro que você citou hahaha

    Adorei o seu final... aceito presentes :3 kkkkkkk


    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Marcus, adorei sua resenha !
    Mas infelizmente esse não seria o livro que eu leria :/
    Quem sabe na próxima ?
    Beijos
    http://cheireiumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá =)

    Ainda não conhecia esse livro, mas gostei da indicação. Fiquei curiosa para lê-lo depois da sua resenha. Espero que a continuação não seja decepcionante. Espero que seja tão bom quanto o primeiro. Mal posso esperar para lê-lo. Parabéns pela resenha =)

    Beijos, Rob
    http://estantedarob.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ainda não conhecia o livro, mas a sinopse não me chamou a atenção. Apesar de não ser o meu tipo de livro, sua resenha ficou bem legal, parabéns! Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ultimamente livros que retratam o suicídio (ou a tentativa deste) está muito em alta. Só hoje é a segunda resenha que leio com essa temática. As pessoas gostam de histórias que trazem recomeços a fim de terem ou buscarem esperança para si mesmos. Realmente uma história que valha pena se ler.

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Adoro achar esses tesouros Marcos, adorei a capa r a sua resenha,
    Bjus

    ResponderExcluir
  16. Oi Marcos,

    Histórias com questões psicológicas, suicídio e coisas do gênero, sempre trazem um peso né? Dá logo pra perceber que são leituras reflexivas, cheias de sentimento e que rendem uma boa ressaca, mas que no fim acabam deixando uma bela mensagem além da marca em nós leitores. A Resenha despertou muito a minha curiosidade. Eu leria sem dúvidas.
    Beijos
    ♫ Conversas de Alcova ♫

    ResponderExcluir
  17. Oie, Marcos!
    Somos dois. Sou louca por livros baratos, ó. Sempre estou rondando na Submarino atrás de promoções porque pelamor né, não tem como não gostar de comprar uma obra por um preço mais legalzinho! Não sei se leria O Encontro porque não é do meu gênero favorito, mas amei sua resenha porque pareceu genuína e sincera.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ❤

    ResponderExcluir
  18. Oi Marcos, tudo bem?
    Não conhecia esse livro, mas adorei a história. às vezes, quando a vida está completamente bagunçada, são as coisas aparentemente sem sentido que realmente fazem a diferença. Acho que essa ideia da caminha é bem possível e real para algumas pessoas. Um antigo colega da faculdade, que odiava essa sociedade "capitalista, mercenária e elitista" (palavras dele) realmente se encontrou fazendo um mochilaço pela América do Sul. Perdi o contato com ele depois, mas creio, que assim como aconteceu com o protagonista do livro, foram as pessoas encontradas no caminho que fizeram a diferença.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi Marcos!!

    O livro parece ser legal. Gosto de quando abordam essa espiritualidade. É sempre válido lermos livros assim.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  20. Oi oi!
    Que bom que gostou, mas infelizmente não é meu tipo de livro. Mas minha avó que é minha guia de leituras ia amar e vou recomendar para ela!
    Beijo beijo.

    ResponderExcluir
  21. Oie, parabéns pela resenha! Infelizmente, não é o meu gênero favorito, mas conheço pessoas que adorariam ler!

    Beijos, Ahri.
    dois-players.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Não é o meu tipo de livro, mas fiquei curiosa. Acho que a jornada de Alan é uma daquelas que serve para se desconectar da sociedade consumista que hoje temos e se conectar à natureza e à simplicidade da vida. Deve fazer pensar na nossa própria vida... Beijinho*

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.