quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Resenha - Desaparecido para sempre

Amigos do Cantinho!

Bom dia!
Mais uma quarta-feira nas nossas vidas! Vocês gostam dos livros do Harlan Coben?
Uns dos livros que recentemente li foi "Desaparecido para sempre" do Harlan Coben. Esse foi o terceiro livro dele que eu li. Alguém já leu toda a obra desse autor?

O que diz a contracapa:

No leito de morte, a mãe de Will Klein lhe faz uma revelação: seu irmão mais velho, Ken, desaparecido há 11 anos e acusado do assassinato de sua vizinha Julie Miller, estaria vivo. Embora a polícia o considere um fugitivo, a família sempre acreditou em sua inocência.
Ainda aturdido por essa descoberta e tentando entender o que realmente aconteceu com seu irmão, Will se depara com outro mistério: Sheila, seu grande amor, some de repente, e o FBI suspeita do envolvimento dela no assassinato de dois homens. Apesar de estarem juntos há quase um ano, Sheila nunca revelou muito sobre o seu passado.
Enquanto isso, Philip McGuane e John Asselta, dois criminosos que foram amigos de infância de Ken, passam inexplicavelmente a rondar a vida de Will.
Para descobrir a verdade por trás desses acontecimentos, ele conta apenas com a ajuda de Squares - seu colega de trabalho em uma fundação de assistência a jovens carentes e proprietário de uma escola de ioga famosa entre as celebridades, o que lhe garante acesso a topo tipo de pessoas e de informações.
Mestre do thriller de ação, Harlan Coben se supera nesta eletrizante história cheia de incríveis reviravoltas. Um suspense que mostra a busca pelo assassino, pela vítima e, acima de tudo, pela verdade.

O que eu achei:

Meu primeiro contato com Harlan Coben foi através do livro "Jogada mortal". Gostei da história, que é bem elaborada, mas um fator foi desestimulante para eu ler outros livros do autor: Myron Bolitar. Harlan Coben criou Myron Bolitar para ser a personagem principal de alguns de seus livros, mas ele não me agradou. Não agradou porque é um personagem que concentra todas as funções e atividades nele mesmo: é agente de atletas, ex-policial, detetive e, se duvidar, ainda dá aula de corte e costura. Eu tenho pra mim que isso tira a naturalidade do romance e torna a história pesada. Tudo naquele livro era resolvido pelo tal Myron Bolitar. Não quis mais saber de Harlan Coben depois disso, até porque eu vi que existem outros livros cujo personagem principal era esse cara.

Mas o tempo passou e eu descobri "Cilada", (que não tem o Myron Bolitar)  e dei uma chance para o livro. E "Cilada" me surpreendeu, pois eu o achei extraordinário (aguardem a resenha) e "Desaparecido para sempre", que eu comento agora.
Comprei "Desaparecido para sempre" numa promoção e o livro não me custou nem R$ 10,00 e foi uma das melhores compras de 2014.

Posso dizer que Harlan Coben é o mestre das guinadas sensacionais. Quando você acha que sabe algo de um personagem ou acredita firmemente que seu destino no fim do livro é de um jeito, ele tem a capacidade de revirar toda a história, mesmo que isso aconteça a 10 páginas do fim do romance. É coisa de gênio mesmo. Essas manobras poucos conseguem realizar sem se perder. 
Só sei que eu fui enganado pela astúcia do autor, assim como Will fora manipulado dentro da história inteira.

Não sou o mais indicado para falar de suspense e romance policial. Admito que leio poucos livros desse gênero, e não conheço muitos títulos assim, muito embora o aprecie livros com essa temática. Mas a grande verdade é que eu queria ter escrito "Desaparecido para sempre", de tão excepcional que eu achei. Os personagens são complexos na medida certa e a história é bastante crível, parecendo se tratar de um caso real.

O mocinho do livro, Will Klein, acabou de perder a mãe, vitimada por um câncer. No leito de morte dela, ele fica sabendo que o irmão Ken, está vivo. Ken foi um fugitivo internacional, acusado de ter matado a vizinha, Julie Miller há onze anos. E para todos os membros da família, o irmão de Will já devia estar morto nessas andanças pelo mundo fugindo das autoridades.
E no início do livro, só se vêem perdas para Will: logo em seguida da morte da mãe, Sheila a sua namorada desaparece misteriosamente. 

Will se vê numa mudança brusca de vida: seu irmão que é seu maior ídolo e protetor está vivo e sua namorada some de modo enigmático. Ele não sabe onde começar, mas precisa fazer alguma coisa para descobrir onde Ken está e porque Sheila o abandonou.
Nesse ínterim, Will esbarra em John Asselta, o Fantasma, colega de escola de Ken e atualmente um frio homicida que também procura pelo seu irmão. Acontece que o FBI também entra nessa para descobrir a verdade e mesmo assim, com a ameaça da polícia para ficar longe do caso, Will não esmorece e continua a busca pelo irmão.

O autor parece brincar conosco, ora dando pistas verdadeiras do que acontece com a trama e ora introduzindo mais fatos controversos para "adoçar" a história. Se o leitor gostar de brincar e bancar o detetive, dá até para tentar descobrir o final. Não me atrevo a dizer mais coisa para evitar de entregar alguma informação e aqui no blog nunca damos "spoilers".
Sobre o final, tem uma frase que nos ajuda a entender o que acontece no encerramento da trama e essa frase é a mais pura verdade: "No fim, a mais desagradável das verdades é preferível à mais bela mentira".
Espero que todos tenham curtido muito a resenha!
Até quarta-feira que vem!

Grande abraço,




Dados do livro:

Nome: Desaparecido para sempre
Autor: Harlan Coben
Editora: Arqueiro
Páginas: 319


4 comentários:

  1. Oi Marcos, tudo bem?
    Nunca li nada do Harlan Coben, mas tenho muita vontade, só vejo pessoas falando bem; A sinopse me chamou muito atenção, adoro mistérios, e esse suspense com certeza vai me deixar pensando em 1001 possibilidades kkk. Não sabia que tinha livros do Harlan com o mesmo personagem principal, legal você ter comentado isso, não acho legal; Referente a resenha, fiquei curiosa para saber o que acontece no decorrer da história, com o irmão e a namorada do Will, e claro para saber quem matou a vizinha, e se foi mesmo o Ken. Adoro bancar a detetive, mas pelo que você falou vou me impressionar com o final. beijos Lost Words

    ResponderExcluir
  2. Olá! Já li Cilada do Harlan Coben e gostei muito, mas esse foi o único livro dele que eu li. Adorei a resenha e já tinha visto algumas pessoas comentando que esse é ótimo também. Não sabia que ele tem vários livros com um personagem principal, mas como não o conheço, nem posso falar nada do dito cujo. Irei dar uma conferida.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcos, tudo bem?

    Eu ainda não li nenhum livro do Harlan Coben, mas até agora só li coisas boas sobre seus livros. Desaparecido para sempre parece ser um livro muito bom e eu adoro um bom mistério.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Sinto uma imensa vontade de ler mais um livro do Harlan. Assim que li Confie em mim eu anseio por mais livros dele. Eu tenho "Quando ela se foi" mas nunca leio, não sei porque. Porém, se me desse esse livro eu iria começar a leitura no dia seguinte já, hahaha
    É bacana como ele dá rumo a história, e tenho certeza que irei gostar. A sua resenha ficou incrível, e me deixou com gostinho de quero mais! hahaha
    Beijoooos <3

    www.gemices.com.br

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.