segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Um Cântico de Silêncio

Oi leitores! Tudo bem?

Vocês sabem que eu adoro participar de booktour, né?! A resenha de hoje é fruto de um booktour organizado pela Bruna, do blog Meu Mundinho Fictício.  O livro escolhido é Um Cântico de Silêncio, do autor Samuel Cardeal.


O que diz a contracapa:
Lúcia tem 10 anos e desde suas mais remotas lembranças vive no orfanato da cidade de Provação. Também desde sempre, nunca conseguiu falar. Ela luta para suportar os maus tratos de uma madre perversa, o desprezo das outras crianças e a subserviência de um jovem e amável Padre. Renato é um professor universitário, afastado do trabalho. Após uma terrível tragédia que levou sua família, perdeu também a vontade de viver e se entregou ao alcoolismo e à auto-piedade, se afastando de tudo e de todos. Mas o acaso vai se encarregar de abrir novas portas para essas duas vidas infelizes e, quando o destino de Lúcia e Renato se cruzarem, uma nova chance de viver se estenderá aos dois. Será que a força dessa nova família vai ser suficiente para subjugar todos os obstáculos que se colocarão entre ela e a felicidade?

O que eu achei:

Em Um Cântico de Silêncio conhecemos a história da pequena Lúcia, uma menina de 10 anos, super doce e obediente, que mora em um orfanato. No local onde mora, Lúcia não possui muito amigos, pois as outras crianças a deixam de lado em razão da sua dificuldade de falar. Sua única amiga no orfanato é Ângela, que também era discriminada pelos colegas.

Todas as noites Lúcia gostava de sair do seu quarto e caminhar pelo hospital anexo ao orfanato. Pietra, a madre que cuida das crianças, não gosta dessa atitude de Lúcia (aliás, dificil encontrar alguma atitude de Lúcia que Pietra aprove) e cada vez que conseguia alcançar a menina, muitos castigos lhe eram aplicados, desde físicos até colocá-la como responsável pela limpeza local.

Os castigos nunca impediam Lúcia de se aventurar pelos corredores do hospital, que logo arrumou uma forma de despistar a madre e partir em aventura.

Em uma dessas noites, Lúcia entra no quarto de Renato, um professor que havia sido internado por um coma causado pelo excesso de bebida. Carrancudo e com cara de poucos amigos, Renato, de início, não quis manter qualquer contato com Lúcia, mas logo seu jeito meigo conquistou o coração do professor que passava as horas da noite jogando damas em um tabuleiro confeccionado pela própria garotinha. Lúcia não conseguia falar, mas usava um caderninho para se comunicar com o novo amigo.

A afeição entre Lúcia e Renato crescia a cada dia e a vontade de adotá-la nasceu no coração o professor.

A partir de então as dificuldades começam a surgir. Madre Pietra não media esforços para garantir que Lúcia não fosse feliz ao lado de seu novo pai, fazendo com que o pai biológico, um traficante arrogante e mau, surgisse na vida da menina e conseguisse sua guarda.

O livro todo fica às voltas de Renato tentando reaver a guarda de Lúcia, com a ajuda de seu amigo de infância, o advogado Nicolaw. Com a dificuldade em tê-la de volta ao seu convívio, Renato se entregou mais uma vez à bebida.

Aos poucos vamos conhecendo o passado de madre Pietra e sua ligação com o pai biológico de Lúcia, que fez da menina uma escrava doméstica.

De todos os personagens, Lúcia e Nicolaw foram os que eu mais gostei! Lúcia realmente é uma menina encantadora que conquista o coração de todos. Nicolaw é um advogado íntegro, que tenta ajudar o amigo de todas as formas possíveis e permitidas. Não abandonou Renato em nenhum momento, foi advogado, amigo, conselheiro, pai, tudo o que Renato precisava.

Já Renato é um personagem que não me conquistou. Entendo toda a sua luta em recomeçar a vida após a morte da esposa e filho e entendo também o sofrimento que foi lutar por Lúcia contra o pai biológico mas, eu não via gratidão no personagem. Nicolaw e sua esposa faziam de tudo por Renato e eu acho que pude contar nos dedos as palavras de agradecimento em retorno. Ao contrário, saía do carro do amigo sem se despedir, não atendia telefonemas, não escutava os conselhos...enfim, me irritou!

Por mais que a história seja boa, a leitura não fluiu como eu gosto. Demorei muito mais do que o costume para terminar o livro. As letras são muito pequenas e parecia que a história não avançava, isso me incomodou um pouco também.

No mais, desejo ao autor muito sucesso. Achei a história inteligente e os personagens bem construídos.

Alguém já leu Um Cântico de Silêncio?

Com carinho,




Dados do livro:
Nome: Um Cântico de Silêncio
Autor: Samuel Cardeal
Editora: Independente
Páginas: 222







 


13 comentários:

  1. Oi Mari, obrigado pela resenha e obrigado por participar do book-tour.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre este livro, a historia parece ser bem interessante. Uma pena que para você não tenha fluido tão bem.

    ResponderExcluir
  3. Parece ser um livro bonito Mari, só lendo a resenha já detestei a madre Pietra e me apaixonei pela Lúcia. Dificil conseguir adotar uma criança sendo um alcoolatra hen? Fica complicado assim. Uma pena a leitura ter sido arrastada pra você. beijo

    ResponderExcluir
  4. oi Mari,
    a Lúcia é uma fofa mesmo, não? Obrigada por participar do book tour
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari, eu não tinha ouvido falar desse livro, mas gostei bastante da história, parece ser o meu gosto! rsrsrs
    Beijinhos
    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiee

    Já li o livro do book tour também e achei as letras bem pequenas, também não achei que foi um livro que a leitura correu rapido então minha nota também foi 3!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nunca li o livro, mas parece ser bem interessante, uma história comovente.
    Fiquei curiosa pra ler, gosto de histórias desse tipo.

    ResponderExcluir
  8. Oi Mari,
    Não gostei muito do livro, achei muita maldade o que faziam com a pequena Lúcia =(, crianças não merecem ser castigadas sem motivos ainda mais quando tudo que ela faz é tido como "errado".
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  9. O Samuel conseguiu fazer com que adentrasse no mundo de Lúcia e Renato , me envolvi completamente com historia ! Adorei a foto e cada palavra que o livro oferece

    ResponderExcluir
  10. Oie...
    Ainda não li o livro e não sabia que era de um autor nacional! Fiquei abobada até rsrsrs
    Achei os personagens bem construídos e o enredo muito interessante e comovente!!
    Sem contar a capa que é muito linda!

    ResponderExcluir
  11. Oie

    Eu não conhecia este livro, gostei da história mas ainda não consigo ter uma opinião formada dele!

    ResponderExcluir
  12. Oieee Mari!!
    O livro parece ser ótimo e fiquei bastante curiosa pra saber qual é essa ligação da Madre com o pai biológico de Lúcia e Renato me irritou um pouquinho também com um amigo daqueles ele devia ser grato e não virar as costas quando bem entendesse.
    Tudo me agradou na história e a única coisa que me incomodou foi as letras pequenas,mas depois que você se acostuma a leitura vai embora.
    beijos

    ResponderExcluir
  13. Parece um livro bom, apesar de não ter gostado dessa capa .
    Não é meu gênero favorito, mas as vezes é bom mudar um pouco né .

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.