quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Extraordinário

Oi gente, boa noite! Como estão?
 
Sabe aquele livro que você lê e logo pensa "eu preciso indicar esse livro para o mundo!!"? Me senti assim logo quando eu criei o blog com A Culpa é das Estrelas (resenha aqui). Essa semana eu voltei a me sentir dessa forma. Eu precisava vir aqui conversar com vocês sobre Extraordinário.
 
Eu comprei o livro no final do ano passado e paguei bem baratinho (cerca de R$ 13,00). Só tinha lido resenhas positivas e a minha curiosidade falou mais alto. Essa semana o tirei da estante e mergulhei na sua história... por um dia! Sim, eu li em 01 dia! =) Vamos conhecer?!
 
O que diz a contracapa:
 
"August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros"
 
 
 
O que eu achei:
 
Esse realmente é um daqueles livros que deveríamos ler pelo menos uma vez na vida.
 
O livro conta a história de Auggie, um menino que nunca havia frequentado a escola porque se sentia diferente das outras crianças. Ao nascer, Auggie foi diagnosticado com uma sindrome raríssima, que afetou a sua aparência.
 
Ao longo da história, acompanhamos Auggie em seu primeiro contato com a escola, os outros alunos, os professores e todas as outras pessoas que não seus pais e sua irmã.
 
O legal do livro é que vivemos a história de Auggie através dos seus  próprios olhos. Sentimos seus medos, sua ansiedade, sua tristeza. Sentimos como foi para ele sair da bolha que o protegia da sociedade e encarar outras pessoas... boas e não tão boas.
 
Ter uma vida social não foi nada fácil e Auggie não queria ter que passar por isso. Inúmeros olhos viravam em sua direção quando ele chegava e, quase instantaneamente, os mesmos olhos desviavam a direção; como se ele não pudesse sentir o calor daqueles olhares cada vez que passava pelos corredores do colégio.
 
Além da visão de Auggie, podemos desfrutar também da versão de outras pessoas, como de sua irmã, Via. Passamos a entender como é ser irmã mais velha de alguém que requer tantos cuidados e atenção, quando ela própria, também criança em seu próprio mundo, aprendia a ser adulta.
 
O livro é de leitura rápida e fácil. Mais do que isso, é de leitura emocionante e obrigatória. Seu enredo trata de um assunto delicado: o bullying infantil.
 
A história me conquistou e alcançou o título de um dos meus livros favoritos. Acompanhar a luta diária de Auggie me fez pensar como tantas crianças pelo mundo devem sofrer o que ele sofre no livro, e muitas em silêncio. Somos todos diferentes em algum aspecto, nossas caracteristicas pessoais nunca devem servir de motivo para sermos discriminados ou isolados, mas sim para nos tornar pessoas únicas no mundo, cada um ao seu estilo.
 
Com Extraordinário aprendi que todo mundo deveria ser aplaudido de pé pelo menos uma vez na vida, aprendi que você deve sempre escolher seu gentil a estar certo. Aprendi que os iguais acabam se encontrando e principalmente que nunca, nunca mesmo, devemos julgar o livro menino pela capa cara!
 
Eu amei cada página e eu espero que vocês gostem também!
 
Com todo o carinho,
 
Mari
 

 
Dados do livro:
 
Nome: Extraordinário
Autor: R.J. Palacio
Tradutor: Rachel Agavino
Editora: Intrínseca
Ano da edição: 2012
Páginas: 318

8 comentários:

  1. Que legal! Já tinha ouvido falar de Extraordinário, mas não sabia do que se tratava. Tenho convívio com um autista, já nos seus 18 anos, e percebo como é difícil para ele ser aceito pelas pessoas. No caso de uma criança. mesmo que com outro problema, imagino que seja mais difícil ainda pois está em fase de formação de personalidade.
    Fiquei muito curiosa, espero conseguir ler em breve.

    http://livinhas-place.blogspot.com.br/ - (BR)

    ResponderExcluir
  2. Mari, esse livro é LINDO.O assunto é bem delicado mesmo, mas achei que a autora fez com que o livro não fosse pesado, sabe? Não é aquela coisa mega deprê. Passa a informação e nos toca de forma sutil, mas ao mesmo tempo, indo direto ao ponto. Amo Extraordinário, é um dos melhores livros que li na vida.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ai amiga, eu já estava querendo ler, aí você postou a foto dizendo que estava lendo e eu invejei geral e comprei um pra mim! srsrsrs

    Como estou lendo três livros ao mesmo tempo, ele vai esperar na minha prateleira um pouco mais, mas sua resenha só está atiçando minhas bichas.. será que consigo ler 4 livros ao mesmo tempo?? srsrrss

    Beijos s2 Saudades

    www.serleitora.com.br

    ResponderExcluir
  4. Já vi várias resenhas positivas ,é uma história muito linda e emocionante,já chegou o meu estar na fila para ser lido!
    Beijinsss!

    ResponderExcluir
  5. Oi Mari! Esse foi um dos melhores livros que li em 2013.
    Muitoooooo linda essa história. O Auggie é um personagem que ensina muita coisa aos leitores.
    Terminei esse livro e refleti sobre muitas coisas em relação a vida.
    Indico muitooo! Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Mari

    Amo demais esse livro e realmente todos tem que ler porque passa uma mensagem muito bonita !!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Nossa, leu em apenas 1 dia?! Estou querendo ler Extraordinário há tempos, desde que lançou. Também só li resenhas positivas e o vi entre as melhores leituras do ano em vários blogs, daí minha curiosidade só aumentou. Parece mesmo ser uma história delicada e o tema é de extrema importância. Certamente ainda lerei.

    Beijão, Livro Lab

    ResponderExcluir
  8. Olá Mari,
    Gosto muito de seu trablho. Criei meu blog inspirado em você.
    Eu fiz resenha. Amei o livro!!! Por enquanto é o melhor livro.

    ResponderExcluir

Amigos leitores, sintam-se a vontade para comentar o post. Peço que, por favor, ao tecerem os comentários, não utilizem palavras e expressões que possam ofender os demais. Obrigada.